Imposto de Renda

Benefício Emergencial: especialista explica como declarar no Imposto de Renda 2021

O benefício foi criado durante a pandemia provocada pela Covid-19 e vigorou de abril a dezembro no ano passado.




Por causa da pandemia da Covid-19, muitos brasileiros receberam em 2020 o Benefício Emergencial de Prevenção do Emprego e da Renda (BEm). Parecido com o Auxílio Emergencial, este benefício foi direcionado para trabalhadores que tiveram redução ou suspensão da jornada de trabalho e do salário. É bom ficar atento, pois os valores recebidos são considerados rendimentos tributáveis e devem ser declarados no Imposto de Renda Pessoa Física 2021.

+ Tire suas dúvidas sobre a declaração de Imposto de Renda
+ Perguntas e respostas sobre o Auxílio Emergencial no Imposto de Renda
+ Veja os documentos necessários e como declarar gastos com saúde, educação e dependentes
+ Saiba como declarar seu imóvel alugado, quitado ou financiado
+ Programa da declaração do Imposto de Renda 2021 está disponível; veja como baixar

O benefício foi criado durante a pandemia provocada pela Covid-19, vigorou de abril a dezembro no ano passado e contou com a adesão de 9.849.115 de empregados de carteira assinada, que tiveram redução de jornada e salário ou suspensão do contrato de trabalho.

A contadora Terezinha Carvalho explicou que os contribuintes precisam declarar do os valores IR 2021, na ficha “Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Jurídica”, com o CNPJ nº 00.394.460/0572-59, que é referente ao Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.