Esportes

Simões é condenado e tem direitos políticos suspensos junto ao TRE

Ele foi condenado por calúnia contra ex-presidente do clube rubro-negro.




Cisco Nobre/GloboEsporte.com

O presidente do Campinense, William Simões, foi condenado em primeira instância pelo juiz da 5ª Vara Criminal, Paulo Gomes de Lacerda, por cometer crime de calúnia contra o advogado e ex-presidente da Raposa, Rômulo Leal Costa. A setença foi publicada nessa terça-feira e condena o dirigente a pena de prestação de serviços à comunidade além de pagamento de multa no valor de cinco salários mínimos.

A sentença suspende ainda os direitos políticos de Simões junto ao Tribunal Regional Eleitoral, o que, pelo estatuto interno do Campinense, lhe torna inelegível para as disputas no próprio clube. Não se sabe, no entanto, se essa decisão interfere na sua última vitória, conquistada em novembro.

Leia a matéria completa no GloboEsporte.com/pb.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.