Esportes

Sem ídolos, Vasco tenta segunda vitória consecutiva

Após derrotar a Portuguesa sem sofrer gols, Vasco vai até o Recife enfrentar o indigesto Náutico querendo sequencia de vitórias




Depois de quebrar um jejum de cinco jogos sem vitória e derrotar a Portuguesa por 2 a 0, o Vasco tenta embalar no Campeonato Brasileiro nesta quarta-feira, às 19h30, quando visita o Náutico nos Aflitos, em Recife. O Cruz-maltino fecha a zona de classificação para a próxima Copa Libertadores na quarta posição, com 38 pontos, e pretende encostar no pelotão de frente. Já os pernambucanos, que pretendem se recuperar da derrota de 3 a 0 para o Cruzeiro, aparecem na décima colocação, com 27 pontos.

“Nós acabamos tendo a diferença para os líderes aumentada por conta da série de partidas em que não ganhamos. No Campeonato Brasileiro de pontos corridos, infelizmente, uma sequência ruim tem péssimas consequências na tabela de classificação. Mas não será apenas o Vasco quem vai ter problemas e nós queremos agora recuperar alguns pontos que não poderíamos ter perdido”, afirmou Cristóvão.

Para este jogo o meia Juninho Pernambucano, com dores na coxa direita, foi vetado e fica de fora. Felipe, que seria o substituto, fica de fora por sentir dores no joelho esquerdo. Na zaga Dedé, servindo à Seleção Brasileira em amistosos internacionais, cede a vaga para Fabrício.

Pelo lado do Náutico, o técnico Alexandre Gallo terá os reforços do volante Elicarlos, poupado contra o Cruzeiro, e do meia Rhayner, que cumpriu suspensão e reaparece.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.