Esportes

Protesto de torcedores suspende reunião de conselheiros do Botafogo

Tumulto marca reunião do Conselho Deliberativo do Botafogo para discutir possível antecipação nas eleições do clube.




Phelipe Caldas

Tumulto na reunião do Conselho Deliberativo do Botafogo, realizada na noite da terça-feira (7), na Lojinha do Botafogo (Centro), com o objetivo de discutir uma possível antecipação nas eleições do clube. A reunião foi iniciada mesmo com a presença de aproximadamente 50 torcedores que, do lado de fora, cantavam palavras de ordem, soltavam rojões e xingavam a diretoria. Mas acabou sendo suspensa apenas 15 minutos depois de ser iniciada, porque alguns torcedores do clube começaram a chutar a porta da lojinha e, segundo relato de um torcedor que prefere não ser identificado, a jogar algumas pedras contra o local.

O presidente do Conselho Deliberativo do Botafogo, Sílvio Tó, disse que mesmo com o barulho a reunião transcorria normalmente, mas que preferiu suspender o encontro do Conselho depois que alguns torcedores começaram a exagerar em seus protestos. “Temi por um dano maior ao patrimônio do clube ou mesmo pela segurança dos conselheiros, então resolvi adiar a reunião”, destacou.

Ele disse que ainda hoje será definida uma nova data para que a reunião seja realizada, e já adiantou que o local do encontro será modificado. 

Outro presente à reunião foi o diretor financeiro do Botafogo, Raimundo Nóbrega, que classificou o tumulto provocado pela torcida como um “princípio de baderna”. Ele disse que o que se tentava discutir era a antecipação das eleições para outubro ou para o dia 28 de setembro, dia do aniversário do clube, mas que esta negociação não foi possível ser encerrada.

Até o ex-presidente do Botafogo, Nelson Lira, que já admitiu em mais de uma oportunidade que discorda do modelo de gestão da atual diretoria do clube, concordou que a suspensão da reunião foi “um ato de prudência”.

Ele explicou que o futebol e principalmente as torcidas são sinônimos de “pura emoção”, e que por isso, num momento de exaltação, o melhor mesmo é remediar e evitar que as coisas saiam de controle. “Eu só espero que a nova data seja marcada para o mais breve possível, porque é importante definirmos logo o futuro do Botafogo”, frisou.

Sobre a reunião propriamente dita, ele não tem muito o que dizer: “Nada de muito relevante chegou a ser discutido”, lamentou.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.