Esportes

MP quer afastar presidente da FPF por envolvimento em organização criminosa

Amadeu Rodrigues é investigado por participação em esquema de corrupção no futebol do Estado.




Amadeu Rodrigues (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) quer o presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Amadeu Rodrigues, afastado de seu cargo, por conta de envolvimento em um suposto esquema de corrupção no futebol local. Através de um documento datado do dia 19 de junho, ao qual o GloboEsporte.com teve acesso nesta terça-feira, o MPPB descarta mandados de prisão, mas requer o afastamento compulsório de Amadeu e outros cinco dirigentes. E também lista uma série de medidas cautelares a serem aplicadas aos 17 denunciados após investigações sobre compra de árbitros e manipulação de resultados no campeonato estadual. Veja todos os detalhes no GloboEsporte.com.pb.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.