Esportes

FPF apresenta plano para retomada do Campeonato Paraibano e projeta jogos para início de julho

O JORNAL DA PARAÍBA teve acesso ao documento e destacou os pontos mais importantes.




FPF apresenta plano para retomada do Campeonato Paraibano e projeta jogos para início de julho. Foto: Arquivo Jornal da Paraíba

A Federação Paraibana de Futebol (FPF) apresentou nesta quarta-feira (3), em reunião realizada com dirigentes dos clubes que disputam a Primeira do Campeonato Estadual, um plano com diretrizes para a retomada do futebol paraibano, a partir de 15 de junho. O JORNAL DA PARAÍBA teve acesso ao documento e destaca os pontos mais importantes.

Os últimos jogos do Campeonato Paraibano foram realizados no dia 18 de março. De lá para cá, a bola não rolou mais. No documento, a FPF afirma que ainda necessita de uma adequação do calendário da CBF, para que o futebol estadual seja retomado. Serão necessárias cinco datas, segundo a entidade, para concluir o torneio.

A proposta da FPF é que com a retomada dos treinos no dia 15 de junho, o Campeonato Paraibano possa recomeçar no dia 4 de julho.

Depois disso, a Federação afirma que montará comitês de Crise e Saúde para que seja iniciado o trabalho nos estádios que receberão estes jogos que faltam acontecer. Depois, será convocado um congresso técnico com as equipes que disputam o Campeonato Paraibano para acertar detalhes, a exemplo de um período de 15 dias para a realização de treinos.

 

Confira alguns pontos do Plano de Retomada do Campeonato Paraibano:

 

– Os estádios terão apenas um acesso disponível para entrada e saída. Todas as pessoas que precisem entrar na praça esportiva precisarão ter a temperatura aferida. Caso apresentem temperatura superior a 37,5 graus, a entrada não será permitida;

– Atletas devem utilizar máscaras até a entrada em campo e não podem se cumprimentar entre si, nem com os árbitros. Durante a partida, estão dispensados da máscara somente os jogadores titulares, técnico e árbitros;

– O aquecimento de atletas pode ser realizado sem máscaras, mas todos que estiverem no banco de reservas devem usar obrigatoriamente, incluindo os membros das comissões técnicas. Todos os demais presentes no entrono do gramado (gandulas e imprensa, por exemplo) devem utilizar máscaras;

– Policiais militares e Bombeiros devem usar máscara e luvas. Em caso de presença de público, utilizar detectores de metais leve, priorizando a revista sem contato físico;

– A Comissão de Arbitragem apresentará uma lista mínima de árbitros, pois estes também precisarão ficar em isolamento e passar por testes rápidos de Covid-19, assim como os jogadores;

– Profissionais de imprensa terão que usar máscaras de proteção e álcool em gel. Entrevistas estão vedadas, sejam à beira do gramado e/ou coletivas, evitando aglomeração. Deve ser criada uma alternativa com perguntas e questionamentos dirigidos às assessorias de imprensa dos clubes;

– Haverá limitação de um profissional por veículo de comunicação de cada segmento da imprensa (Rádio/Fotografia/TV) autorizado a permanecer no entorno do gramado;

– Os profissionais de imprensa também precisam passar pela realização de testes rápidos. Caso entrevistas sejam permitidas, deverá ser aplicado o distanciamento mínimo de 1,5m a 2m, bem como a utilização de um microfone específico para o entrevistado, devidamente higienizado com álcool em gel;

– As pessoas que trabalham na venda de produtos alimentícios e bebidas deverão fazer uso de máscaras, luvas descartáveis e higienização com álcool em gel, de acordo com as orientações das autoridades sanitárias.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.