Esportes

Campinense marca no final e está a uma vitória da classificação

Gol aos 44 do segundo tempo e empate em 1 a 1 mantém chances de classificação do Campinense e desclassifica o Santa Cruz, que jogará a Série D em 2009.




Phelipe Caldas

O Campinense foi a Recife neste domingo (24) para o jogo contra o Santa Cruz, válido pela quinta rodada da segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série C, e arrancou um empate nos últimos minutos do jogo. Com o resultado de 1 a 1, o time continua com chances de se classificar, tem agora o direito de decidir a vaga em casa, e de quebra ainda eliminou o tradicional time pernambucano, que deve jogar a Série D em 2009 (confira a atualização em tempo real feita pelo portal Paraiba1).

Todos em campo tinham a consciência da importância da partida, que poderia significar a desclassificação do derrotado, principalmente se o Icasa ganhasse sua partida contra o Salgueiro, na outra partida do grupo. O problema é que foi justamente o Icasa quem marcou logo no início do outro confronto, o que aumentou a tensão no estádio.

Procurando mais o ataque, o time do Campinense era liderado por Fernandes, Marquinhos Mossoró, Wanderley e Marquinhos Marabá. Não jogavam bem e eram incompetentes na finalização, mas pelo menos o time permanecia mais tempo na área adversária.

Pelo lado do Santa Cruz o craque era Rosembrig, que protagonizava os principais lances ofensivos a favor do time recifense. O paraibano Edmundo, que joga pelo Santa, teve atuação apagada e pouco criou. Mas mesmo que o time paraibano aparentasse estar melhor, o primeiro gol, logo aos 11 minutos, saiu para o time de Recife.

Em falta despretensiosa, cobrada de muito longe, a bola pingada caiu na cabeça do zagueiro Gonçalves, que só teve o trabalho de marcar. O resultado deixava o Campinense em situação extremamente crítica, e dava sobrevida ao Santa Cruz.

No desenrolar do primeiro tempo, no entanto, o Campinense não se abateu e mesmo com uma equipe limitada procurou o gol de empate. Não foi competente, mas criou boas chances. No intervalo, o técnico Freitas Nascimento resumiu bem a partida. “Faltou o gol”, se limitou a dizer.

O segundo tempo começa e o Santa cruz, que já estava em vantagem no marcador, começa a ser mais ofensivo e dar a entender que queria logo liquidar a partida. Sempre com Rosembrig, o time cria algumas boas jogadas e em pelo menos três oportunidades o goleiro Pantera tem que fazer boas defesas.

Com esta nova postura do Santa Cruz, o Campinense sente e vê sua atuação em campo piorar. De vez em quando ainda tenta sair para o ataque, mas o sistema defensivo do Santa Cruz é eficiente e não permite o rubro-negro de Campina Grande criar.

E a derrota já parecia ser o resultado final quando o Campinense arrancou o gol que naquele momento parecia improvável. Eram 44 minutos do segundo tempo, quando uma bola enfiada para a área adversária encontrou o lateral Fernandes, que chutou forte para empatar. Não dava tempo para mais nada, e ao término do jogo os torcedores do Santa Cruz entraram em confronto com a polícia.

Na próxima rodada, no dia 6 de setembro, o Campinense enfrenta o Icasa por uma vitória simples, em confronto direto no Amigão, para se classificar. Com um empate é o Icasa quem se classifica. Salgueiro e Santa Cruz jogam em clássico pernambucano.

A tabela de classificação no grupo é a seguinte: Salgueiro e Icasa têm 8 pontos, Campinense tem 6 pontos e Santa Cruz desclassificado tem apenas 3 pontos.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.