Esportes

Brasil vence Cuba por 9 a 0 e segue agora para o Rio

Vaga na segunda fase já estava garantida. Goleiro Tiago e o ala Gabriel foram poupados.



G1
G1

Do G1

A vaga na segunda fase já estava garantida. O goleiro Tiago e o ala Gabriel foram poupados. Tinha tudo para ser apenas mais um jogo. Mas quando Falcão & cia entram em quadra, uma vitória simples não é suficiente. Nem para eles nem para os torcedores de Brasília, que se despedem da seleção brasileira. Primeiro colocado do grupo A, o Brasil goleou Cuba por 9 a 0, sem esforço, e fechou a primeira fase da Copa do Mundo de Futsal da Fifa com 100% de aproveitamento. Partida histórica para Falcão, que marcou duas vezes e chegou a 250 gols com a camisa verde e amarela. Ainda nesta quarta-feira, o time segue para o Rio de Janeiro.

O Brasil venceu as quatro partidas da primeira fase. Na estréia, superou o Japão por 12 a 1, depois as Ilhas Salomão por 21 a 0 e a temida Rússia por 7 a 0. O próximo desafio será no sábado, contra o segundo colocado do Grupo D.

– Foi importante para dar uma cara à seleção, principalmente na defesa. Sabemos que vamos encontrar adversários mais difíceis – diz Lenísio.

A partida contra Cuba marcava a despedida de Brasília. O torcedor, já com saudade, viu Lenísio desperdiçar duas chances de gol nos primeiros minutos. Schumacher também vacilou ao chutar uma bola para fora. Com apenas três minutos de jogo e zero a zero no placar, a impaciente torcida já pedia Falcão. Schumacher ouviu os gritos e fez o dever de casa. A 16m21 do fim, marcou o primeiro gol da seleção com um chute pela esquerda, depois de receber passe de Lenísio, em contra-ataque.

O técnico PC Oliveira pôs Falcão em quadra a 15m11. A seleção cedia alguns contra-ataques perigosos para o time cubano, mas o time respirou um pouco a 12m, quando Wilde, com um chute preciso por baixo do goleiro, marcou o segundo gol. Dois minutos depois, Falcão quase ampliou.

O craque Falcão foi para o banco, mas voltou a 7m do fim para cobrar o pênalti sofrido por Betão. Cobrou, marcou e sai de quadra. Três a zero para o Brasil. PC Oliveira, normalmente tenso, desta vez estava tranqüilo. Viu o pivô Betão receber dentro da área e acertar a trave. Mas esbravejou quando o árbitro não deu uma falta em Vinicius.

Leia matéria completa clicando aqui


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.