Esportes

Brasil goleia os EUA em amistoso

Brasil volta a jogar bem e goleia Estados Unidos por 4 a 1 no segundooo jogo da série de quatro amistosos.



Rafael Ribeiro/CBF News
Rafael Ribeiro/CBF News
Sandro, Neymar e Marcelo comemoram o 1º gol da partida

A base olímpica montada por Mano Menezes para defender o Brasil continua com um desempenho sólido e animador na série de quatro amistosos. Ontem à noite, a Seleção dominou com sobras o time principal dos Estados Unidos e obteve uma convincente goleada por 4 a 1, depois de ter marcado 3 a 1 na Dinamarca no final de semana passado.

Desta vez, os gols brasileiros foram marcados por Neymar, de pênalti, Thiago Silva, Marcelo e Alexandre Pato. Gomes descontou para os donos da casa. Ao Brasil, valeu principalmente a boa produção de jogadores que ainda buscam a afirmação, como o goleiro Rafael e o atacante Alexandre Pato.

Com o resultado, Mano Menezes chega a dez partidas de invencibilidade na Seleção brasileira, com nove vitórias (sendo oito seguidas) e um empate. Já os Estados Unidos perdem uma invencibilidade de quatro jogos.

Na série de quatro amistosos, a Seleção Brasileira volta a jogar no domingo diante do México, em Dallas. No mesmo dia, os Estados Unidos enfrentam o Canadá, na cidade de Toronto, no último compromisso de preparação antes do jogo contra Antígua e Barbuda, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

RAFAEL SE DESTACA
Se o Brasil procurava um goleiro para as Olimpíadas de Londres, Rafael deu um passo importante para abraçar a posição de titular.

O arqueiro do Santos brilhou na vitória do País por 4 a 1 diante dos Estados Unidos, em amistoso disputado em Washington.

Apesar do placar elástico, Rafael apareceu com defesas importantes. No segundo tempo, chegou a operar um milagre com duas intervenções no mesmo lance, nos chutes de Torres e Gomez. “Eu, graças a Deus, estava bem tranquilo e fico muito feliz por essa estreia. Foi bom, difícil, tomamos um sufoco no segundo tempo que sabíamos que íamos tomar porque eles não tinham mais o que fazer”, comentou o atleta, em entrevista ao Sportv.

Rafael estava ciente de que encarava uma decisão para carimbar a presença nos Jogos Olímpicos. “Eu passo tanta dificuldade para chegar até aqui e quando chega a chance tem que dar a vida para aproveitar. Foi a mesma coisa no Santos, sempre vi tudo isso de forma positiva. E aqui também, trabalhei muito para chegar e preciso suar muito para não deixar mais esse lugar”, disse.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.