Eleições 2020

Ruy Carneiro sobe o tom e diz que 'não pode ser comparado com candidatos que foram presos'

Candidato mudou a postura propositiva e tem mirando diretamente os adversários.




Foto: divulgação

“Eu não posso ser comparado com candidatos que foram presos”. Foi com essa frase que o candidato Ruy Carneiro (PSDB) justificou, nesta terça-feira (27), a mudança no tom dos guais eleitorais na disputa pela Prefeitura de João Pessoa. Antes mais focados em propostas, os programas e inserções do tucano estão mais ‘agressivas’, mirando diretamente os adversários. De acordo com a última pesquisa Ibope, Ruy está na quarta posição na corrida eleitoral da capital paraibana.

“Não é questão de critica aos adversários. Votar é escolher, e eu tenho que mostrar a diferença do candidato Ruy Carneiro para os demais candidatos”, disse o tucano. “Hoje mesmo em João Pessoa tem a realização da operação Calvário que envolve o ex-governador Ricardo Coutinho e o atual governador João Azevedo. Um é candidato e o outro apoia o candidato Cícero Lucena e isso são verdades”, afirmou. Vale ressaltar, no entanto, que o governador está na investigação, mas não foi alvo da nova ação da Calvário.

Um dos principais ‘alvos’ de Ruy na atualidade, Cícero Lucena (Progressistas) construiu boa parte da trajetória política no PSDB, inclusive governou João Pessoa pelo partido.No entanto, o Ruy faz questão de deixar de lado o histórico e as ações da época .em que Cícero era um prefeito tucano. 

“Todos os ex-prefeitos deixaram algum legado”, afirmou Ruy, no Shopping Popular Terceirão, uma obra da gestão de Cícero Lucena.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.