Eleições 2020

Raoni propõe renúncia de ISS e IPTU para empresas que desenvolvam ações de saúde nas praças de JP

O candidato foi entrevistado pela equipe da Rede `Paraíba nesta quinta-feira (22).




O candidato Raoni Mendes (DEM) foi entrevistado pela CBN nesta quinta-feira (22). Foto: Angélica Nunes

O ex-deputado estadual Raoni Mendes, candidato do DEM a prefeito de João Pessoa, foi entrevistado pela CBN nesta quinta-feira (22). Sabatinado pelos jornalistas Carla Visani (âncora do programa), Suetoni Souto Maior, da CBN, e Laerte Cerqueira, da TV Cabo Branco, ele foi perguntado sobre a proximidade com o governo Bolsonaro e sobre temas como saúde, educação e parcerias público-privadas.

O candidato foi inicialmente questionado sobre o posicionamento político e afirmou que não é bolsonarista, mas espera contar com o apoio do governo do presidente Jair Bolsonaro através de figuras aliadas como os ministros Ony Lorenzony e Tereza Cristina, ambos do seu partido, e o paraibano Sérgio Queiroz, que está na Secretaria Especial do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania.

“Quando eu olho para um cenário político de que se não fosse o auxílio emergencial, estaríamos numa situação ainda pior, se não fosse o auxílio aos estados e municípios devido ao equilíbrio adotado pelo governo Bolsonaro, eu não sou personalista em relação às pessoas, senão estaria fazendo os outros de muleta na minha campanha eleitoral”, justificou Raoni.

Em relação às declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre a vacina chinesa por questões políticas, Raoni disse que há muita politização dos fatos e que o posicionamento do presidente foi equilibrado. “O que ele disse é que não aceitaria uma vacina, de quem quer seja, sem ter sido aprovada pela Anvisa. Eu particularmente, como a China é a grande causadora desse problema, vai agora trazer uma vacina? Eu não acredito”, indagou.

 

PPP na Saúde

 

Na área da Saúde, uma das maiores preocupações da população, segundo o Ibope, o Democrata disse que tem um projeto inovador de Parceiras Público-Privadas, através de renúncia fiscal do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) e Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) de empresas da área de saúde, para ações em praças. “Temos várias empresas que poderiam nos auxiliar no combate à obesidade, hipertensão, e aí sim percentuais dos seus impostos serem usados na manutenção desses programas. É possível fazer, nunca foi feito nada nesse sentido. Haverá renúncia de receita, mas inicia uma qualidade de vida. Isso implicará que não terei tanta gente morrendo de infarto ou AVC”, comentou.

Ainda no tema saúde, o candidato foi perguntado sobre o Trauminha de Mangabeira. A unidade é apontada como um dos maiores problemas do setor na capital. Raoni disse que durante o seu mandato parlamentar esteve por oito vezes fazendo denúncias, inclusive de funcionários ‘fantasmas’. “O concurso público que foi exigido e fizeram uma seleção pública foi motivada por uma denúncia que fiz”, completou.

Como proposta para a unidade, o candidato apontou a necessidade de remoção dos serviços para outras unidades para que seja uma reforma completa no prédio, quando houver recursos públicos. “Não temos a condição de manter esse hospital da maneira que está.Temos o Prontovida, e nesse sentido precisamos adotar uma estratégia única, a parte de ortopedia podemos dedicar uma parte e outra parte para o Hospital Santa Isabel para que o Trauminha passe por uma reforma grande. Não dá para manter aquele prédio sem uma grande reforma”, explicou.

 

Economia

 

Sobre o fomento ao agronegócio, presente em sua programa de governo, Raoni foi indagado sobre de onde seria desenvolvido, uma vez que a capital não dispõe de grandes áreas rurais. “Em Gramame existe uma grande produção que é inutilizada. A partir do momento que eu incentivo ele pode ser usado de hospital, escolas. Hoje só temos a compra de 20% direto do Conde e Alhandra, mas temos grandes produtores em Gramame. Temos a oportunidade de crescer nesta área”, assegurou.

Raoni também pretende estimular a criação de um Polo de Tecnologia na capital, que deve funcionar na Estação Ciência. “As empresas de tecnologia, dentro do Extremotec, houve um incremento de receita de 19% para 89%. Nesse incremento, as empresas querem um espaço para criar no modelo do Porto Digital”, disse, completando que os professores que desenharam o modelo conhecem o Porto Digital de Recife, todos consultores do Tribunal de Contas e de outras iniciativas que existem no pais.

“Eu pretendo unir a academia e colocar em prática os projetos que estão aí. Quem não fez, não fez por falta de vontade de política. Ou a gente quebra essa lógica de que a prefeitura é um trampolim para uma nova gestão ou não avançamos. Já vimos o roubo que houve no Jampa digital”, completou o candidato.

 

Educação

 

Sobre a proposta de ‘Voucher’ educacional, o candidato negou que seria uma “jogada de toalha” na responsabilidade primária da administração pública com a Educação. “Ele será para crianças de 0 a 5  anos. Nos últimos 24 anos, nosso Ideb só subiu dois pontos, saiu de 3 para 5. Como a educação não conseguiu atender lá atrás, estamos avançando nos índices de violência. Com a nossa proposta, a pessoa vai ter o acesso à creche, será assim como a bolsa universitária, não estou inventando a roda, mas será para o berçário”, explicou.

 

Entrevista

 

A rodada de entrevistas com os candidatos segue nesta sexta-feira (22) com Wallber Virgolino (Patriota). A ordem dos postulantes na sabatina foi definida por sorteio, com as equipes de campanha. Ao todo, o candidato tem 30 minutos para falar de projetos, experiência política e planos que pretende colocar em prática, caso seja eleito.

 

Veja a ordem dos candidatos:

Dia 13/10/20 – Edilma Freire (PV)
Dia 14/10/20 – Nilvan Ferreira (MDB)
Dia 15/10/20 – Anísio Maia (PT)
Dia 16/10/20 – Ítalo Guedes (Psol)

Dia 17/10/20 – Sábado
Dia 18/10/20 – Domingo

Dia 19/10/20 – João Almeida (SD)
Dia 20/10/20 – Carlos Monteiro (Rede)
Dia 21/10/20 – Cícero Lucena (Progressistas)
Dia 22/10/20 – Raoni Mendes (DEM)
Dia 23/10/20 – Wallber Virgolino (Patriota)

Dia 24/10/20 – Sábado
Dia 25/10/20 – Domingo

Dia 26/10/20 – Rama Dantas (PSTU)
Dia 27/10/20 – Rafael Freire (UP)
Dia 28/10/20 – Camilo Duarte (PCO)
Dia 29/10/20 – Ricardo Coutinho (PSB)
Dia 30/10/20 – Ruy Carneiro (PSDB)

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.