Eleições 2020

PSOL declara neutralidade no segundo turno das eleições de João Pessoa

Nota aponta que segundo turno é expressão das pautas e agendas conservadoras da direita e da ultradireita




O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) divulgou nota, nesta quinta-feira (19), declarando que não irá apoiar nenhum dos candidatos a prefeito de João Pessoa no segundo turno das eleições. De acordo com a nota, “o segundo turno em João Pessoa é expressão das pautas e agendas conservadoras da Direita e da Ultradireita que apontamos ser urgente enfrentar”.

“O partido de Cícero Lucena é aquele que assume a liderança de Bolsonaro na Câmara dos Deputados, valendo lembrar que se aventa a possibilidade de filiação de Bolsonaro ao PP, e Nilvan é defensor de Bolsonaro, da militarização e de retrocessos democráticos”, diz a nota.

Ainda segundo o texto, o PSOL atuou neste pleito municipal, em João Pessoa e nos demais municípios do país, diretamente no enfrentamento às pautas e agendas conservadoras e fascistas que apontam para a redução de direitos de trabalhadoras e trabalhadores, de mulheres, do povo negro, da comunidade LGBTQIA+, da juventude, dos territórios e povos e comunidades tradicionais, das pessoas com deficiência. Nossos compromissos políticos mobilizaram nossas candidaturas para o diálogo por direitos e mudança social.

Confira a nota completa:

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) neste pleito municipal, aqui em João Pessoa e nos demais municípios em todo o país, atuou diretamente no enfrentamento às pautas e agendas conservadoras e fascistas que apontam para a redução de direitos de trabalhadoras e trabalhadores, de mulheres, do povo negro, da comunidade LGBTQIA+, da juventude, dos territórios e povos e comunidades tradicionais, das pessoas com deficiência. Nossos compromissos políticos mobilizaram nossas candidaturas para o diálogo por direitos e mudança social.

No cenário nacional, em matéria publicada no site do PSOL verificamos que com a consolidação das bancadas eleitas nas Câmaras Municipais de todo o Brasil, o PSOL elegeu 88 mandatos de vereador espalhados pelas cinco regiões do Brasil. Desse total, quase 40% são mulheres, quase a metade é de negros e negras, além de 4 mandatos encabeçados por mulheres trans e outros 9 mandatos coletivos. Esse desempenho do PSOL no país demonstra o quanto o nosso partido está do lado certo da história, está do lado da diversidade permeada em nossa sociedade.

No resultado da eleição para Vereador/a tivemos a maior votação do PSOL em João Pessoa (7.681), infelizmente não foi suficiente para alcançarmos nossos objetivos de eleger a/o primeira/o vereador do PSOL. O partido que entrou com menos votos teve 10289. Tivemos na Capital 30,14% entre abstenção, brancos e nulos. Apesar de tudo isso, é importante destacar que tivemos um bom desempenho se formos comparar com outros partidos de esquerda em nossa cidade.

Consideramos que o segundo turno em João Pessoa é expressão das pautas e agendas conservadoras da Direita e da Ultradireita que apontamos ser urgente enfrentar. O partido de Cícero Lucena é aquele que assume a liderança de Bolsonaro na Câmara dos Deputados, valendo lembrar que se aventa a possibilidade de filiação de Bolsonaro ao PP, e Nilvan é defensor de Bolsonaro, da militarização e de retrocessos democráticos.

Agradecemos imensamente cada voto depositado na urna em nossas candidaturas, isso reflete a confiança que a população paraibana tem no PSOL e no nosso programa político. Nesse sentido, em respeito aos votos de confiança e em convergência com tudo que defendemos, e resolvemos, enquanto instância partidária, não apoiar nenhum dos dois representantes desta política de atraso. Temos a compreensão que nos próximos anos teremos o papel de organizar e participar da oposição a esta política que se coloca no horizonte e, desde já, nos colocamos na tarefa história de continuar contribuindo no processo de reorganização da esquerda na capital paraibana.

Estaremos ao lado das trabalhadoras e trabalhadores, dos desempregados (as) e dos excluídos (as).

Direção Municipal do PSOL/JP

João Pessoa, 19/11/2020

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.