Eleições 2020

Mais de 150 pessoas são presas e R$ 100 mil apreendidos no 1º turno das Eleições na Paraíba

O balanço da polícia foi divulgado nesta segunda-feira (16).




Mais de R$ 100 mil foram apreendidos por crimes eleitorais na Paraíba, neste domingo (15), durante o primeiro turno das Eleições de 2020. Segundo a Polícia Militar, ao todo, 159 pessoas, sendo delas 24 candidatos, foram conduzidas até as delegacias da Polícia Federal ou Polícia Civil no estado.

A Polícia Federal atendeu 27 ocorrências durante as eleições. Só houve um flagrante feito pela PF, por compra de votos em Patos. De acordo com o superintendente da Polícia Federal, Gustavo Souza, polícia esteve em 30 cidades da Paraíba e as ocorrências mais comuns registradas foram compra de votos, propaganda irregular e transporte irregular de eleitores.

Ao todo, foram 18 registros de fato no estado – uma coleta informações de notícias de crimes, mas que não há elementos para uma prisão em flagrante. Neste casos, o superintendente diz que o material é apreendido e levado para investigação.

Também foram apreendidas 17 armas de fogo no período e 70 veículos, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal. Propaganda irregular (boca de urna), compra de voto e desobediência à regras da justiça eleitoral foram as ocorrências mais comuns. Além disso, 419 denúncias de crimes eleitorais verificadas pela PM.

Foram 1.479 veículos fiscalizados em todo o estado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). 12 acidentes foram registrados, com 13 pessoas feridas, sendo três com gravidade e duas mortes. Ao todo, 11 pessoas foram flagradas dirigindo sob efeito de álcool e foram autuadas 898 infrações diversas. A PRF também recolheu 48 veículos por irregularidades.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.