Eleições 2020

Justiça Eleitoral encontra irregularidades no registro de candidatura de Rama Dantas

Partido terá prazo de 72h para apresentar documento sob risco de indeferimento da candidata.




O juiz Eleitoral da 64ª Zona Eleitoral, Fábio Leandro de Alencar Cunha, detectou irregularidades no registro de candidatura de Rama Dantas (PSTU, que está na disputa da prefeitura de João Pessoa nas Eleições 2020. Segundo o magistrado, o diretório do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado na capital não comprovou legitimidade ao protocolar o pedido do registro da chapa majoritária.

Dentre as irregularidades está a ausência dos subscritores do pedido. Ambos não constam no Sistema de Gerenciamento de Informações Partidárias (SGIP), nem como presidente de órgão de direção e nem como delegado registrado.

O juiz Fábio Alencar concedeu prazo de 72 horas para que o PSTU supra as irregularidades indicadas relativas ao demonstrativo de regularidade de atos partidários e demais documentos com ele apresentados, sob pena de indeferimento do pedido.

A assessoria de imprensa do PSTU  afirmou ao JORNAL DA PARAÍBA que o setor jurídico do partido está tomando as providências para resolver a situação.

 

Rama Dantas

 

A candidatura majoritária do PSTU foi confirmada em convenção partidária no último dia 5 de setembro. Na mesma ocasião, os filiados também aprovaram o nome do professor da rede estadual de ensino e do município de Santa Rita, Lissandro Saraiva para postulante a vice-prefeito.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.