Eleições 2020

João Almeida diz que turismo é único caminho para fomentar economia em João Pessoa

Candidato do Solidariedade foi sabatinado na CBN nesta segunda (19).




João Almeida, candidato do SD a prefeito de João Pessoa, foi entrevistado pela CBN nesta segunda-feira (16). Foto: Angélica Nunes

O vereador João Almeida, candidato do Solidariedade a prefeito de João Pessoa, foi entrevistado pela CBN na manhã desta segunda-feira (19). Sabatinado pelos jornalistas Carla Visani (âncora do programa), Suetoni Souto Maior, da CBN, e Laerte Cerqueira, da TV Cabo Branco, ele respondeu perguntas sobre saúde, educação, mobilidade e turismo.

João Almeida disse que um dos destaques do programa de governo dele é um projeto híbrido para solucionar o problema da moradia e fomento da economia local. O candidato disse que pretende ocupar o Centro Histórico, transformando os imóveis em áreas mistas, com comércio embaixo e moradia em cima.

“Temos o exemplo de Lisboa e de grandes centros históricos que se não tem gente morando não existe vida. Então, só temos três maneiras de recuperar a economia no pós-pandemia: uma é a industrialização e João Pessoa infelizmente não tem condição; a outra é agronegócio e João Pessoa não tem malha agrícola; e a terceira é o turismo e cultura, através da economia criativa, e João Pessoa é riquíssima. Temos o por-do-sol mais lindo, somos onde o sol nasce primeiro, por exemplo”, afirmou o candidato do Solidariedade.

 

Saúde

 

A sabatina, no entanto, teve início com o tema Saúde, um das principais preocupações da população da capital, segundo a última pesquisa Ibope. Ele foi questionado sobre o uso da tecnologia para marcação de procedimentos, tendo em vista que nem todos teriam acesso à internet. “O orçamento da saúde não nos falta dinheiro, o que nos falta é gestão, por isso eu falo em aplicativo. Com 5% podemos trabalhar com medicina preventiva, com checkup anual, que não dá R$ 100 pela tabela SUS e assim teremos um retrato da saúde de João Pessoa”, explicou.

João Almeida disse que o prontuário eletrônico é uma realidade em outras cidades e que pode ser aplicada se não houver roubo do dinheiro público. “Não conheço uma família que não tenha um celular em casa. Esse sistema de acabar com papel, se acaba em um mês. e não se instala porque não dá pra roubar, nem o vereador vai poder dar o jeitinho para colocar o seu eleitor na fila. Há 16 anos nos roubaram no ‘Jampa Digital’ e não temos internet em nenhum hospital. Estamos no seculo 21, não podemos mais viver à margem disso”, completou.

O candidato, que é vereador em João Pessoa, também foi cobrado sobre a postura de oposição ao prefeito Luciano Cartaxo (PV) após ter passado oito anos dos seus mandatos na base aliada na Câmara Municipal. “Eu não quis participar de um projeto familiar (fazendo referência à candidatura de Edilma Freire, que é concunhada do prefeito)”, explicou.

 

Educação

 

Indagado por não ter projetos efetivos para equacionar a questão da pandemia do coronavírus com a volta às aulas em 2021, João Almeida disse que não se pode fazer um plano de quatro anos considerando uma pandemia, mas se a se for colocado em prática o que está escrito no programa de governo seria resolvido não apenas a educação como também a pandemia.

“Se a gente fizer com que a cidade verdadeiramente tenha escola em tempo integral, escola bilíngue, que hoje é tudo falácia. Se humano nenhum aprende uma língua em dois anos, isso é uma mentira. Eu não fui nem na inauguração porque achava uma mentira”, enfatizou, destacando que deve expandir o projeto desenvolvido pelo seu mandato na Ilha do Bispo para os demais bairros de João Pessoa.

Policial Rodoviário Federal (PRF) de carreira, João Almeida também comentou sobre o plano de zerar, em quatro meses, o número de roubos e furtos em João Pessoa através da tecnologia. “Eu faço parte da PRF que em um ano e meios se tornou a polícia que mais apreende drogas. Vamos criar um centro de controle. Temos que botar mais câmeras. Quero uma João Pesssoa em que as pessoas possam caminhar nas ruas.

 

 

Entrevista

 

A rodada de entrevistas com os candidatos segue nesta terça-feira (20) com o candidato Carlos Monteiro (Rede). A ordem dos postulantes na sabatina da CBN foi definida por sorteio, com as equipes de campanha.

Veja a ordem dos candidatos:

 

Dia 13/10/20 – Edilma Freire (PV)
Dia 14/10/20 – Nilvan Ferreira (MDB)
Dia 15/10/20 – Anísio Maia (PT)
Dia 16/10/20 – Ítalo Guedes (PSOL)

Dia 17/10/20 – Sábado
Dia 18/10/20 – Domingo

Dia 19/10/20 – João Almeida (SD)
Dia 20/10/20 – Carlos Monteiro (Rede)
Dia 21/10/20 – Cícero Lucena (PP)
Dia 22/10/20 – Raoni Mendes (DEM)
Dia 23/10/20 – Wallber Virgolino (Patriota)

Dia 24/10/20 – Sábado
Dia 25/10/20 – Domingo

Dia 26/10/20 – Rama Dantas (PSTU)
Dia 27/10/20 – Rafael Freire (UP)
Dia 28/10/20 – Camilo Duarte (PCO)
Dia 29/10/20 – Ricardo Coutinho (PSB)
Dia 30/10/20 – Ruy Carneiro (PSDB)

O conteúdo será transmitido pela rádio e exibido em vídeo no Youtube, acessível por meio do Jornal da Paraíba (www.jornaldaparaiba.com.br). O áudio será disponibilizado, ainda, no site da CBN Paraíba (www.cbnparaiba.com.br).

Será uma grande oportunidade para que os ouvintes conheçam melhor as proposta dos candidatos que disputam as eleições deste ano. Os ouvintes podem participar mandando perguntas para a produção, através do WhatsApp (83 8132-4088).


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.