Eleições 2020

Bruno Cunha Lima promete fiscalizar secretarias de Campina Grande com maior movimentação financeira

Candidato do PSD à prefeitura foi entrevistado na CBN nesta quarta-feira (21).




Bruno Cunha Lima foi o terceiro sabatinado na rodada da CBN (Foto: Fernanda Figueirêdo)

O candidato à prefeitura de Campina Grande pelo PSD, Bruno Cunha Lima, foi entrevistado pela CBN na manhã desta quarta-feira (21) e ressaltou o plano de combate à corrupção em 2021, caso seja eleito. Segundo ele, um dos seus programas de governo consiste na criação do Gabinete de Integridade e Combate à Corrupção, que deve fiscalizar as secretarias de maior movimentação financeira.

O ex-deputado estadual ressaltou que não se incomoda em falar sobre a Operação Famintos, que teve uma nova denúncia apresentada à Justiça Federal, tendo como alvo servidores e ex-gestores da Educação de Campina Grande.

“Campina sabe da ética com que eu lido não apenas com a coisa pública, mas na minha vida particular. A minha opinião é a opinião da Justiça. Confio para que façam a devida apuração. Mantenho sempre o que disse, aqueles que forem identificados como culpados, que seja cumprida a lei e que sejam punidos na dureza da lei. Não tenho pacto com absolutamente nenhum tipo de erro”, disse Bruno.

O candidato afirmou ainda que se fosse prefeito afastaria os servidores investigados com provas substanciais.  “Aqueles que forem culpados precisam ser punidos mediante apuração e direito de defesa. No meu governo vamos criar o Gabinete de Integridade e Combate à Corrupção, diretamente vinculado ao gabinete do prefeito pra combater e acompanhar, através dos núcleos de combate à corrupção em todas as secretarias, sobretudo nas secretarias onde há maior movimentação financeira”, pontuou.

Educação

De 11 propostas para a Educação de Campina Grande, cinco delas estão voltadas ao incentivo da participação de instituições privadas no ensino do município. Umas delas propõe a gestão participativa de instituições privadas em escolas públicas. De acordo com Bruno, isso não significa a desvalorização do ente público, mas a ampliação de parcerias no sentido de contribuir com a formação continuada dos professores, capacitação de gestores e a estrutura física das escolas.

“Parcerias com entes privados não significa dizer desmonte do ente público, pelo contrário. Nos últimos anos não tivemos nenhuma greve na educação municipal. Tivemos valorização do professor, implantação dos níveis, aumento da carga horária de 25 para 30 horas, essas cinco não são em sala de aula. Ampliação da nossa rede, aumento do número de vagas. Tínhamos 24 ou 25 mil alunos matriculados na rede oito anos atrás, e temos 36 mil alunos esse ano. A gente vai criar em Campina Grande o reforço escolar no contra turno para tentar compensar o ano letivo perdido”.

Família

Bruno Cunha Lima respondeu que suposta alegação de “familismo” é pauta da oposição. Para ele, sobrenome, gênero ou idade não são qualificadores de caráter e não tiram o mérito da campanha.

“São os mesmo sobrenomes, mas não são as mesmas pessoas. Criticar apenas por isso é desconhecer a legitimidade e a soberania das pessoas que em todas essas eleições foram escolhidas pelo eleitor campinense. Já disputamos eleições e ganhamos, já disputamos eleições e perdemos. Basta olhar para minha atuação. O que qualifica é preparo, ética, honestidade e isso eu tenho de sobra. A crítica pela crítica não me atinge”, afirmou.

 

Entrevista

A rodada de entrevistas com os candidatos segue nesta quarta-feira (21) com o candidato Bruno Cunha Lima (PSD). A ordem dos postulantes na sabatina da CBN foi definida por sorteio, com as equipes de campanha.

Veja a ordem dos candidatos:

Dia 19/10 – segunda – Edmar Oliveira (Patriota)

Dia 20/10 – terça – Olímpio Rocha (PSOL)

Dia 21/10 – quarta – Bruno Cunha Lima (PSD)

Dia 22/10 – quinta – Inácio Falcão (PC do B)

Dia 23/10 – sexta – Ana Cláudia Vital (Podemos)

Dia 26/10 – segunda – Artur Bolinha (PSL)

As entrevistas são ancoradas pela jornalista Waléria Assunção, da Rádio CBN e TV Paraíba, e conta com a participação do jornalista João Paulo Medeiros, da Rádio CBN e do Jornal da Paraíba. O conteúdo será transmitido pela rádio e exibido em vídeo no Youtube, acessível por meio do Jornal da Paraíba . O áudio será disponibilizado, ainda, no site da CBN Paraíba.

É uma oportunidade para que os ouvintes conheçam melhor as propostas dos candidatos que disputam as eleições deste ano na cidade. Os ouvintes podem participar mandando perguntas para a produção, através do WhatsApp (83 – 98119-9700).


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.