Educação

UFPB conta com sistema de cotas para estudantes da rede pública

Com o intuito de diminuir essa desigualdade, há dois anos a UFPB criou o sistema de cotas para egressos de escola pública.




Para quem estudou em escola pública, entrar na faculdade tem um sentido a mais. Muitas vezes, só a determinação não é suficiente para vencer a concorrência, composta por candidatos que estudaram em escolas privadas, cursinhos e aulas de reforço. Com o intuito de diminuir essa desigualdade, há dois anos a UFPB criou o sistema de cotas para egressos de escola pública.

O professor João Lins, presidente da Comissão Permanente do Vestibular (Coperve), disse que desde que a reserva de vagas foi implantada, as chances dos candidatos que cursaram o ensino médio em escola pública, aumentaram. “Primeiro concorrem em igualdade com os demais candidatos. Caso não consigam obter nota suficiente para passar, a disputa fica pelas cotas”, afirmou.

O estudante Júlio Dias sabe bem o que é driblar as deficiências de estudar em escola pública. Com 19 anos, ele cursa atualmente o 3º período do curso de Letras na UFPB e se diz realizado. “O curso superior é um sonho de todo jovem. Hoje tenho melhores perspectivas de vida por conta do curso, sei que a graduação só não basta, por isso quero fazer mestrado e doutorado”, comentou.

A trajetória de Júlio é uma exceção: muito jovem, recém-saído do ensino médio em escola pública e sem nunca ter feito vestibular. Para complementar o estudo na sala de aula, conseguiu vaga no cursinho preparatório da UFPB, o que foi de grande valia para seu desempenho na prova.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.