Educação

Começa inscrição para prêmio de educação em direitos humanos

Prêmio tem objetivo de contribuir para formação de uma cultura que defenda valores, atitudes e práticas sociais que respeitem os direitos dos cidadãos.




Da Ascom Luiz Couto
Com informações da SEDH/PR

A Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH/PR) informou ao deputado Luiz Couto (PT-PB) que a partir desta segunda-feira (4) as instituições públicas e privadas de educação básica e superior, bem como as secretarias estaduais e municipais de educação podem fazer a inscrição para concorrer ao Prêmio Nacional de Educação em Direitos Humanos.

Segundo Luiz Couto, todos os trabalhos apresentados sobre ‘Educação em Direitos Humanos’, inclusive os desenvolvidos em parceria com outras instituições ou organizações da sociedade civil – associações de pais e mestres, grêmios estudantis, diretórios acadêmicos e conselhos escolares municipais e estaduais de educação – devem ser inscritos em nome da instituição, mencionando os demais participantes.

“O Prêmio Nacional de Educação em Direitos Humanos é uma ação pensada para a coletividade. Por isso, não serão aceitos trabalhos concebidos e executados individualmente. A competição ocorrerá em quatro categorias com a distribuição de R$ 100 mil em prêmios. As inscrições vão até 6 de outubro e ficha para preenchimento e o regulamento estão disponíveis no site do prêmio, lembrou Couto, baseado nos dados da SEDH/PR.

O parlamentar destacou que o prêmio tem o objetivo de contribuir para a formação de uma cultura que defenda valores, atitudes e práticas sociais que respeitem os direitos dos cidadãos em todos os espaços da sociedade. “Para isso, a iniciativa quer identificar, reconhecer e estimular experiências no âmbito da educação que promovam os direitos humanos, contribuindo para a consolidação de uma sociedade que valorize a liberdade, a justiça, a igualdade, a solidariedade, a tolerância e a paz”, completou.

Luiz Couto esclareceu que o Prêmio Nacional de Educação em Direitos Humanos foi criado pela SEDH/PR em parceria com o Ministério da Educação (MEC) e a Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), com o patrocínio e a execução da Fundação SM, em comemoração aos 60 Anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.