Economia e Negócios

Venda de carros deve bater recorde este mês

Com redução do IPI, crescimento nas vendas de veículos em algumas concessionárias chegam a registrar incremento de até 20%.




Apesar da alta discreta nas comercializações de veículos na Paraíba em novembro, a aposta das concessionárias locais é de que dezembro seja o melhor mês do ano em vendas, graças ao fim da redução do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) e aos lançamentos deste final de ano. Em alguns estabelecimentos, a variação sobre dezembro de 2011 deve chegar a 20%.

Com um total de 3,415 mil unidades de autos e comerciais leves vendidos no último mês, o Estado registrou uma variação de apenas 1,76% sobre novembro de 2011, quando 3,356 mil veículos desse tipo foram comercializados na Paraíba. Sobre outubro, no entanto, o setor registrou uma queda de 5,53%. No décimo mês deste ano, o Estado vendeu 3,615 mil autos e comerciais leves, segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Apesar dos números gerais, a concessionária Autovia apresentou um incremento de 15% sobre novembro do ano passado, percentual que deve ser em torno de 20% neste mês. “Nosso resultado de novembro só não foi melhor em virtude da falta de alguns modelos, que já estão esgotando devido à demanda dos últimos meses. Para dezembro, as fábricas estão pretendendo aumentar a produção, mas não descarto a possibilidade de não haver disponibilidade de alguns carros”, detalhou o gerente da concessionária, Fábio Moura.

Segundo ele, o último mês vendeu 170 unidades, número que deve ser bem superior em dezembro. Entre as razões para a possível alta estão o pagamento do 13° salário e a chegada de novos modelos. “Cerca de 80% do mix de carros da General Motors foi renovado neste ano e isso está aumentando muito a demanda. Tem também o 13° neste mês, o que deve ajudar o consumidor a comprar”, afirmou.

Já na Brazmotors, os números são ainda melhores. Na comparação com novembro do ano passado, a alta do último mês foi de 25% e de 22% em relação a outubro. “Os lançamentos já estão surtindo efeito, tanto que já está faltando carro na concessionária. A maior procura vai para o Ônix, Cobalt, Spin e Cruze”, contou o gerente Luciano Dantas, informando que os valores desses veículos variam entre R$ 29,990 mil e R$ 64,900 mil.

Sobre o incremento na comparação com o ano passado, o gerente considera o percentual de crescimento de 5,57% como um índice bastante positivo para o Estado. De acordo com o levantamento da Fenabrave, de janeiro a novembro de 2011, 35,418 mil autos e comerciais leves foram vendidos na Paraíba, número que chegou a 37,392 mil no mesmo intervalo deste ano.

“O ano está indo muito bem e dezembro deve superar as expectativas. A redução do IPI não deverá ser prorrogada, até porque os estados e os municípios estão pressionando muito para que isso não aconteça”, acrescentou Luciano.

Considerando todos os tipos de veículos (além dos autos e comerciais leves, caminhões, ônibus e motos), o setor registrou uma queda de 18,91% no mês de novembro (6,610 mil em 2012 contra 8,151 mil no ano passado), fato puxado pela redução de 33,59% na venda de motos (de 4,599 mil para 3,054 mil). No acumulado do ano, a redução foi de 9,06% sobre 2011 (78,792 mil neste ano ante os 86,647 mil de 2011).

No país, o segmento de carros de passeio e comerciais leves apresentou uma queda de 2,67% entre os meses de novembro dos dois anos e ampliou em 6,29% no acumulado dos onze meses.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.