Economia e Negócios

Três planos de saúde na PB serão suspensos pela ANS

Planos foram suspensos pala ANS porque descumpriram os prazos máximos de marcação de consulta, exames e cirurgias.




A partir da próxima segunda-feira, 225 planos de saúde administrados por 28 operadoras estarão proibidos de ser comercializados em todo o Brasil porque descumpriram os prazos máximos de marcação de consulta, exames e cirurgias. A determinação foi da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A venda dos planos ficará suspensa até março, podendo ser prorrogada em caso de reincidência.

Segundo a coordenadora de projetos do Procon-PB, Meriene Soares, na Paraíba, apenas três planos da operadora Excelsior foram suspensos pela ANS no Estado.  "Acreditamos que esta decisão vem em benefício aos consumidores, pois com a suspensão das vendas as operadoras se sentem obrigadas a fazer melhorias para poder voltar a fechar novos contratos. Os consumidores que já possuem o plano não serão prejudicados, pelo contrário, deverão começar a ver um maior respeito aos seus direitos", comentou Meriene Soares.

Desde dezembro de 2011, quando foi iniciado o monitoramento dos planos de saúde, 16 operadoras não vêm cumprindo, de forma reincidente, os critérios estabelecidos pelo governo federal e serão indicadas para a abertura de processo para que corrijam as anormalidades. As outras 12 operadoras suspensas e não reincidentes deverão assinar um termo de compromisso visando à redução do número de reclamações. A lista completa de operadoras e planos de saúde suspensos pode ser acessada no site da ANS.
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.