Economia e Negócios

PT tenta apoio para a nova CPMF

Nova faixa de isenção seria R$ 3.080, oposição afirma que mudança da proposta não ajuda na aprovação.




Da Redação
Com informações do G1

Na tentativa de conseguir os 257 votos necessários para aprovar a criação da Contribuição Social para a Saúde (CSS), tributo nos mesmos moldes da extinta CPMF, a bancada do PT na Câmara tenta ampliar a faixa de isenção do novo imposto. A votação está prevista para esta quarta-feira (28) e a oposição promete entrar em obstrução contra o novo tributo. O relator da matéria é o deputado Pepe Vargas (PT-RS).

A nova idéia do PT é ampliar essa faixa de isenção para R$ 3.080, teto de contribuição da Previdência Social. “O objetivo é que a CSS seja uma contribuição solidária em que os mais ricos paguem pela saúde dos mais pobres. Por isso a isenção de R$ 3.080 seria mais razoável”, afirmou o líder do PT na Câmara, Maurício Rands (PE).

Para a oposição, o aumento da isenção não ajuda em nada na aprovação. O líder do DEM, deputado ACM Neto (BA), afirma que a oposição não concorda com a criação do novo tributo em nenhum formato. “Não há um centavo em aumento de imposto que a gente aceite”, disse o líder ao G1.

Para ler a matéria completa do G1 clique aqui.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.