Economia e Negócios

Prestação do Minha Casa, Minha Vida vai aumentar em fevereiro

Reajuste, que ainda não foi definido e deve ser divulgado até o final de janeiro, vai passar a valer para os novos contratos do programa habitacional, informou a CEF.



Diogo Almeida
Diogo Almeida
Prestação mínima atual para os beneficiários da Faixa 1 do programa é R$ 25,00. O novo valor está sendo discutido pelo governo e deve ser anunciado antes do início das contratações

A prestação mensal do financiamento para a faixa de renda mais baixa do programa Minha Casa, Minha Vida vai sofrer reajuste em fevereiro. O aumento vai passar a valer para os novos contratos do programa habitacional. Na semana passada, o Ministério das Cidades confirmou a informação.

Ao justificar o aumento, a presidenta da Caixa, Miriam Belchior, disse que a prestação não sofre reajuste desde o lançamento do programa, em 2009, enquanto a renda dos beneficiários e o valor dos imóveis subiram no período. “Esse aumento da prestação está em linha com o crescimento da renda das pessoas e do [preço do] imóvel, ou seja, o subsídio [parte paga pelo governo] continua o mesmo”, disse.

A prestação mínima atual para os beneficiários da Faixa 1 do programa é R$ 25,00. O novo valor está sendo discutido pelo governo e deve ser anunciado antes do início das contratações da terceira fase do Minha Casa, Minha Vida, no final deste mês ou no começo de fevereiro. A Faixa 1 contempla famílias com renda mensal de até R$ 1,6 mil e concentra os beneficiários que mais recebem subsídios do governo para a aquisição da casa própria. No Minha Casa, Minha Vida 3, essa faixa passará a englobar famílias que ganham até R$ 1,8 mil por mês.

Na Faixa 1, cerca de 95% do valor do imóvel são financiados pelo governo e não há cobrança de juros. Os demais beneficiários do programa pagam as mensalidades seguindo as regras das taxas de juros de cada financiamento.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.