Economia e Negócios

Preço da cesta básica de JP tem maior alta dos últimos 17 anos

Índice constatado é o maior desde maio de 1998, quando foi registrado 11,91 % na capital paraibana.



Kleide Teixeira
Kleide Teixeira
Cesta subiu 6,58% no mês de janeiro, segundo o Ideme

O preço da cesta básica da cidade de João Pessoa subiu em média 6,58% no mês de janeiro. O índice, divulgado nesta segunda-feira (15), o mais alto desde maio de 1998 (11,91%), segundo o Instituto de Desenvolvimento Municipal e Estadual (ideme), órgão responsável pelo estudo na Paraíba.

No comparativo apenas com o mês de janeiro, o índice é o mais alto desde o ano de 2013, quando foi registrado 5,77%. E no acumulado dos últimos 12 meses a inflação da cesta básico foi de 16,98%.

O custo total da cesta básica em janeiro passado foi de R$ 336,77, passando a representar aproximadamente 38,27% do salário mínimo. Para um trabalhador que nesse período ganhou um salário mínimo de R$ 880,00 (oitocentos e oitenta reais), foi preciso trabalhar o equivalente a 84 horas e 11 minutos para adquirir sua alimentação individual. Uma família composta por quatro pessoas teria que dispor de R$ 1.347,08 para isso.

A alta na cesta foi puxada principalmente por itens como feijão, que subiu 19, 57%; Legumes, 17,29%; e Raízes, 12,75%. A pesquisa pode ser conferida na íntegra no site do Ideme.

A ração essencial mínima (cesta básica) utilizada pelo Ideme é definida pelo Decreto-Lei nº. 399, de 30.04.1938, que estabelece 13 produtos alimentares básicos (arroz, feijão, carnes, farinha de mandioca, café, pão, leite, açúcar, margarina, óleo de soja, legumes, frutas e raízes) e suas respectivas quantidades.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.