Economia e Negócios

Paraíba registra mais de 6,3 mil novos microempreendedores em 2021, segundo Sebrae

Dados foram divulgados nesta quarta (17) e consideram números da Receita Federal.




Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Paraíba registrou a abertura de novos 6.334 microempreendedores individuais em menos de dois meses, desde o início de 2021, de acordo com uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira (17) pelo Sebrae Paraíba. Em menos de dois meses, mais de 6,2 mil dos novos MEIs estão ativos.

O levantamento do Sebrae tem como base dados da Receita Federal, e mostra que as categorias que mais registraram abertura de novos microempreendedores foram o comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios, com novos 388 registros, e cabeleireiros, manicure e pedicure, com novos 288 registros.

A pesquisa também mostra que dos MEIs registrados em 2021 na Paraíba, 4.525 foram registrados em janeiro, enquanto outros 1.809 foram documentados no mês de fevereiro, até o último dia 13. As cidades com maior quantidade de registros, foram:

  • João Pessoa- 2.200 novos MEIs
  • Campina Grande – 922 novos MEIs
  • Santa Rita – 227 novos MEIs
  • Patos- 186 novos MEIs
  • Bayeux- 159 novos MEIs
  • Cabedelo – 148 novos MEIs
  • Guarabira- 115 novos MEIs

Entre os segmentos com maior quantidade de MEIs abertos este ano, se destacam o comércio varejista de bebidas (263), e o comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos do setor de alimentos – minimercados, mercearias e armazéns (247), promoção de vendas (222), fornecimento de alimentos preparados para consumo domiciliar (202) e lanchonete e similares (162).

A opção de se tornar microempreendedor individual tem sido alternativa para pessoas que sonham em empreender, por oportunidade ou necessidade, conforme a gerente do Sebreae Paraíba em Guarabira, Jacy Viana.

“A lei traz a oportunidade de montar um negócio sem burocracia, com baixo custo e com inúmeros benefícios para os empreendedores. O período pandêmico vem causando muitos transtornos, entre eles o desemprego. Neste sentido, o empreendedorismo chega como uma saída para geração de renda e manutenção do sustento da família e da dignidade do cidadão”, destacou.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.