Economia e Negócios

Novas alíquotas de IPI em vigor

Apesar das tentativas do varejo de evitar o reajuste de preços até 2014, os novos percentuais foram anunciados.




Ontem, começavam a valer as alíquotas mais altas de IPI para produtos da linha branca. Apesar das tentativas do varejo de evitar o reajuste de preços até 2014, os novos percentuais foram anunciados na última sexta-feira pelo governo federal.
 
As alíquotas vão vigorar até o dia 31 de dezembro deste ano e, na maioria dos produtos, o reajuste é parcial, quando comparadas com as taxas originais que vigoravam em 2011, antes de o governo adotar pela primeira vez medidas de incentivo fiscal para os setores.

Os principais incluídos no grupo da linha branca são freezer, fogão, micro-ondas, condicionador de ar, máquina de lavar e secadora. No caso de refrigeradores, a alíquota subirá de 8,5% para 10% em outubro, originalmente era de 15%. O imposto dos tanquinhos passa de 4,5% para 5%, o inicial era de 10%. 

Já a alíquota de móveis e painéis de madeira sobe de 3% para 3,5%. O IPI dos fogões, que passará de 3% para 4%, volta à alíquota inicial, antes de a política de redução do imposto ser adotada para estimular o consumo e a economia.

Somente a alíquota das máquinas de lavar foi mantida em 10%, como sinalizou o governo desde junho. Antes dos incentivos, o imposto sobre esse produto era de 20%

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.