Economia e Negócios

Mercado da beleza ignora crise e deve crescer até 30%

Para empresários do segmento, tecnologia e inovação na busca pela melhoria da autoestima das pessoas ajuda a atravessar a crise.



Rizemberg Felipe
Rizemberg Felipe
Encontro Paraibano da Beleza reuniu desde profissionais experientes no mercado aos recém-chegados

Ignorando a crise, o faturamento do mercado da beleza na Paraíba deve fechar este ano com alta de 30% nas suas receitas sobre o ano passado. Esta é a estimativa da gestora do Projeto Saúde e Bem-Estar do Sebrae-PB, Raquel Santos, coordenadora da 9ª edição do Encontro Paraibano da Beleza, encerrado ontem no Centro de Convenções de João Pessoa . Segundo ela, este é um segmento que sente menos o impacto da crise e cresce a cada ano atingindo um público de todas as idades.

LANÇAMENTOS
Durante o evento, os visitantes podiam encontrar os lançamentos como botox para cabelo e produtos capilares capazes de restaurar os fios em uma única aplicação.
“Esse mercado resiste à crise porque trabalha com a autoestima das pessoas, atinge um público de todas as idades e a cada dia vem inovando. Atualmente, por exemplo, já existem esmaltes próprios para o público infantil, que não atinge a unha da criança”, frisou Raquel Santos.
Por isso, quem deseja empreender neste segmento a gerente do Sebrae enfocou que há mercado, mas isso não significa dizer que os pretensos empresários não precisam se profissionalizar. Além de fazer um curso específico na área, técnico ou superior, a orientação é buscar capacitação e formalização.

A empresária Eva Caetano, proprietária de um salão de beleza no bairro pessoense de Manaíra, foi uma das visitantes da feira. Segundo ela, a cada ano o faturamento aumenta.
“Sempre participo de evento em busca de novidades. Esse mercado da beleza não sente tão fortemente o impacto da crise do país. Este ano a receita do meu salão deve crescer 20% sobre o ano passado”.

Para a distribuidora de esmalte da marca Nails XS e empresária da Cia. das Unhas, Ivância Donato, o faturamento na empresa deve ser maior 15% sobre o ano passado. No Encontro Paraibano da Beleza há desde profissionais experientes no mercado aos recém-chegados. O distribuidor da linha de tratamento capilar KPRO, Erickson Victor, está há oito meses atuando na capital paraibana.
“Já percebemos que o mercado é bem promissor e fomos bem recebidos no Estado”, confessou.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.