Economia e Negócios

Mais de 26 mil campinenses estão no SPC e devem R$ 30 milhões

Levantamento da CDL revela que inadimplência cresce 12%, na cidade.




Expectativa da CDL é que consumidores possam honrar seus compromissos e tirar nomes do SPC

O consumidor campinense continua se endividando mês após mês. É o que mostra o levantamento divulgado nesta quarta-feira (6) pelo Sistema de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL Campina Grande. Mais de 26 mil  campinenses estão com restrição no SPC e devem mais de R$ 30 milhões.

De acordo com a última atualização divulgada pelo órgão de proteção ao crédito, 2.144 pessoas adquiriram alguma dívida entre os meses de janeiro e fevereiro de 2019. O número é 12% maior que o registrado no mesmo período do ano passado, quando 1.910 consumidores deixaram de honrar com alguma conta.

O mês de janeiro foi o que registrou o maior número de inadimplentes. Foram 708 frente aos 637 registrados no mês de fevereiro.

Sazonal

O presidente da CDL, Artur Almeida, considera os dados divulgados como uma característica comum do consumidor. Segundo ele, as pessoas costumam gastar um pouco mais além do que ganham durante as festas de Natal / Réveillon. Com o início do novo ano precisam arcar com o pagamento de impostos como IPTU, IPVA, volta às aulas e outras despesas contribuem com o crescimento da inadimplência.

Segundo o dirigente lojista, a situação só começa a melhorar após o primeiro trimestre do ano, “que é quando as pessoas já têm quitado alguns dos impostos e passam a planejar melhor suas despesas”, completou.

Dívidas 

A expectativa da CDL é os consumidores honrem com suas dívidas tem muito a ver com a economia. É que 26.207 campinenses seguem com alguma restrição no cadastro nacional de inadimplentes. Juntos, eles somam uma dívida ativa de R$ 30.419.148,00. Ou seja, todo esse valor deixa de circular no comércio da cidade.

Ticket médio 

O valor médio que cada campinense deve é de R$ 1.462,52. O tempo médio que as pessoas passam até sair do cadastro de inadimplentes é de até seis meses.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.