Economia e Negócios

IPVA à vista é opção econômica

Pagamento parcelado do IPVA só deve ser feito caso o proprietário do veículo esteja sem fundos disponíveis, alerta consultor.



Rizemberg Felipe
Rizemberg Felipe
Pagamento da primeira parcela do IPVA do primeiro grupo de veículos também vai até o dia 31 deste mês

Com vencimento previsto para o próximo dia 31, o pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) em cota única para os proprietários de carros com finais de placa 1 e 2 é a melhor opção para quem tiver economias em caixa. Especialista em finanças pessoais alerta que, independente do desconto de 10%, o pagamento por meio de parcelas só deve ser feito se a pessoa não dispuser de renda suficiente no momento.

“Tudo que envolve dinheiro exige contas. O ideal é que o contribuinte que tenha dinheiro em poupança, por exemplo, analise se o abatimento oferecido vai cobrir o rendimento de 0,5% ao mês. Se a resposta for sim e se a pessoa, de fato, tiver a quantia necessária para pagar o IPVA, não há motivos para deixar para depois”, afirmou o economista e consultor em finanças pessoais Cláudio Rocha.

Para ele, o pagamento em parcelas só deve ser escolhido quando a pessoa não tiver condições financeiras de arcar com a despesa de uma só vez, mesmo se a cota única não desse direito a desconto. “O impacto no orçamento é realmente menor quando se paga em várias parcelas, mas, se a pessoa tiver dinheiro à disposição, não há dúvidas de que é melhor arcar logo com essa despesa. Muita gente acaba recorrendo ao cheque especial que, se apresentar um juro menor que o desconto oferecido, acaba sendo um bom caminho”, disse.

O economista afirmou também que essa regra só é diferente quando o parcelamento é feito sem a cobrança de juros. “Nesse caso, o contribuinte pode deixar o dinheiro rendendo na poupança mesmo”, concluiu o especialista.

O pagamento da primeira parcela do IPVA do primeiro grupo de veículos também vai até o dia 31 deste mês. O contribuinte pode dividir o pagamento em três parcelas ou ainda pagar em cota única sem redução, se optar para pagar nos meses seguintes.

Para os veículos com placas terminadas em 1 ou 2, a cota única sem redução vence no dia 28 de março, assim como a terceira e última parcela.

De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB), o envio dos boletos já foi iniciado para proprietários de veículos com placas terminadas em 1 e 2. Quem não receber a correspondência até o dia 30 deve comunicar o fato ao Detran ou por meio do site www.detran.pb.gov.br.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.