Economia e Negócios

Endividamento cai em João Pessoa, mas contas assombram 62%

Pesquisa do BNB em parceria com FCDL mostra que grau de endividamento dos consumidores da capital recuou para 62%



Felipe Gesteira
Felipe Gesteira
Consumo - Pesquisa mostra que aquisição de alimentos, tratamento de saúde e vestuário lideram as compras

Natália Xavier

O nível de endividamento do consumidor de João Pessoa caiu 10,2 pontos percentuais em agosto, quando comparado ao mês anterior, mostra pesquisa do BNB em parceria com a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas da Paraíba (FCDL-PB). Em julho, a taxa dos consumidores endividados era de 72,1% contra 61,9% deste mês, uma queda de 14,1%.

Os índices de pessoas que estavam com contas em atraso (19,5%) e de inadimplentes (3%) também melhoraram este mês. Em julho, essas duas taxas das pessoas entrevistadas atingiram 30% e 5,2%, respectivamente.

Para o presidente da FCDL- PB, José Artur de Almeida Melo, os números podem representar “um bom momento para o comércio. No momento em que há redução da inadimplência, você tem mais pessoas com o crédito liberado e que potencialmente podem voltar ao mercado. Comemoramos estes números tanto porque os empresários receberam os valores de dívidas que estavam atrasadas, mas principalmente porque mais pessoas podem voltar a consumir e comprar no crédito”, comentou o líder empresarial.

A pesquisa aponta outra boa notícia para o comércio local: o índice de inadimplência de João Pessoa é um dos menores das capitais do Nordeste, ficando atrás apenas de São Luís, capital do Maranhão, que registrou 1,9% de consumidores com dívidas em atraso há mais de 90 dias.

Já os principais fatores que levaram os consumidores ao atraso no pagamento das dívidas em agosto foram a falta de controle financeiro (37,3%); os gastos inesperados, com doenças e separação, por exemplo (36,9%); o pagamento de dívidas de outras pessoas (21,3%); e o desemprego (17,7%).
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.