Economia e Negócios

Calçadistas discutem sustentabilidade

Segundo o gerente do setor calçadista do Sebrae, Rodrigo Dantas, a proposta é despertar o interesse para as novidades.




O setor calçadista de Campina Grande, composto por cerca de 80 empresas que por ano exportam R$ 120 milhões em produtos para todo o Brasil, e também para países do exterior, como Estados Unidos, Argentina, França e Rússia, se reúne amanhã à noite no auditório do Sebrae para discutir política de sustentabilidade aplicada à área no evento ‘Rotas da Inovação’. Empresários e profissionais de Administração e Design irão discutir alternativas e tendências aplicadas na atualidade do mercado voltado à sustentabilidade.

Segundo o gerente do setor calçadista do Sebrae, Rodrigo Dantas, a proposta desse encontro é despertar o interesse e motivar a classe empresarial para as novidades das indústrias que estão buscando resultados a partir do conceito da sustentabilidade como alternativa para o setor econômico das empresas. “Iremos oferecer duas palestras com o tema voltado para a prática da sustentabilidade. Nelas, os empresários e profissionais irão perceber como esse tema pode contribuir para atender à inovação do mercado”.

Para participar do ‘Rotas da Inovação’, os interessados precisam procurar a agência do Sebrae em Campina Grande, e fazer sua inscrição de forma antecipada e gratuita. Segundo afirmou Rodrigo Dantas, a proposta de discutir com o empresariado da região questões voltadas à economia sustentável se deu pela incorporação de tecnologias que aproveitam de forma eficiente o meio ambiente para conquistar um mercado cada vez mais exigente e competitivo. Ele ainda destacou que com essas alternativas há reais possibilidades de ampliar o número de empregos. Atualmente, há cinco mil trabalhadores empregados no setor.

“Esta é a terceira edição do evento e nós percebemos que está havendo atualmente um interesse maior do empresariado pela temática na substituição de determinados produtos”, disse o gerente.
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.