Economia e Negócios

Cabedelo vai voltar à rota de cruzeiros em 2019 e deve receber mais de 18 mil turistas pelo mar

Já estão confirmados 26 atracamentos, sendo que o primeiro acontece em 8 de fevereiro.




Sete anos depois da última vez que um navio de passageiros atracou na costa paraibana, o Porto de Cabedelo, no Litoral Norte do Estado, vai voltar a ser incluído em 2019 na temporada de cruzeiros marítimos que passam pelo litoral brasileiro. Já estão confirmados 26 atracamentos, sendo que o primeiro acontece em 8 de fevereiro e o último já garantido acontece na primeira semana de agosto.

A média, portanto, vai ser de um atracamento por semana e a expectativa é de que 18,2 mil turistas cheguem à Paraíba por mar num intervalo de seis meses. Os primeiros detalhes da operação foram definidos durante uma reunião que contou com as presenças das presidentes da Cia Docas da Paraíba, Gilmara Temóteo, e da PBTur, Ruth Avelino; com o operador dos cruzeiros, Milton Sanches.

O navio MS Arrecifes, de bandeira grega e com capacidade para receber 700 turistas, foi o escolhido para os cruzeiros que incluirão o litoral paraibano em suas rotas. Na primeira dessas viagens, ele chegará ao Porto de Cabedelo às 11h e permanecerá atracado até as 22h. Nesse intervalo de tempo, os passageiros que desembarcarem terão a oportunidade de conhecer os principais pontos turísticos de Cabedelo, João Pessoa e Costa do Conde.

Mercado olha desconfiado

Segundo a reportagem apurou, a presença de navios na Paraíba não é muito bem-vinda pelo setor hoteleiro, que costuma ver os cruzeiros como concorrentes diretos. Mas Ruth Avelino acredita que o estado tem condições de acolher os dois filões, destacando ainda o aquecimento que esse tipo de turista provoca na economia local.

“Os cruzeiristas, quando desembarcam, gastam com táxi e Uber, consomem em bares e restaurantes, fecham passeios com bugres para as praias um pouco mais distantes, compram artesanatos, bebidas, comidas típicas. Eventualmente ainda param numa farmácia, por exemplo. Enfim, o impacto é enorme na nossa economia”, defende a presidente da PBTur.

É, no fim das contas, um público adicional, que acaba por apresentar a cidade a outros turistas: “Eles não dormem aqui, mas conhecem nossas cidades e colocam dinheiro no Estado”, completa.

Planejamento para sete anos

Neste primeiro ano de retorno às atividades do Porto de Cabedelo para o desembarque de passageiros, a propósito, os cruzeiros que passarão pela Paraíba devem visitar também destinos como Natal, Recife, Maceió e Fernando de Noronha. E a expectativa é que essas rotas ou se repitam ou se ampliem ao menos pelos próximos sete anos. Com todas essas expectativas, aliás, a Companhia Docas já trabalha com a possibilidade de acelerar o projeto de construção de um terminal de passageiros no porto já a partir do ano que vem.

Para os atracamentos de 2019, no entanto, será montada uma estrutura adequada para atender os cruzeiristas com o maior conforto possível. Serão definidas medidas para acesso de motoristas de Uber, táxi e receptivo no terminal, instalação de tendas para comercialização de artesanato local e apresentação de grupos folclóricos, além de espaços para órgãos públicos.

A volta dos cruzeiros ao litoral paraibano, inclusive, coincide com o fortalecimento do setor em todo o Brasil, acompanhando uma série de ações da Embratur neste sentido. Na última temporada, que foi de novembro de 2017 a abril de 2018, nada menos que 418.504 cruzeiristas passaram pelos portos do país em sete navios diferentes. Um aumento de quase 17% no número de passageiros, que somados movimentaram mais de R$ 1,7 bilhão.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.