Cultura

UEPB divulga selecionados para produção de curtas

Idealizadores dos projetos selecionados passarão por uma oficina de capacitação, ministrada pela Pró-Reitoria de Finanças da UEPB.




A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), através da coordenação do setor de Audiovisual do Departamento de Comunicação Social (Decom), divulgou o resultado da seleção do Projeto de Fomento e Incentivo à Realização de Curtas.

Foram dez projetos escolhidos entre os 92 inscritos em toda a Paraíba, sendo cinco de Campina Grande, três de João Pessoa, um de Santa Rita e um de Nazarezinho. Haverá também uma lista de suplência com cinco projetos, caso haja desistência do aprovado o outro entra automaticamente por ordem de classificação.

São R$ 170 mil investidos pela instituição, sendo R$ 150 mil distribuídos para os dez curtas-metragens (R$ 15 mil para cada) e R$ 20 mil destinados às despesas administrativas referentes à execução do projeto.

A criação do edital visa promover e estimular a produção de obras audiovisuais, contribuindo para o desenvolvimento do segmento no Estado.

A comissão de seleção foi composta pela diretora, produtora e pesquisadora Beth Formaggini (MG), o produtor Cavi Borges (RJ) e o realizador e roteirista Alan Ribeiro (RJ).

Todos os idealizadores dos projetos selecionados passarão por uma oficina de capacitação, ministrada pela Pró-Reitoria de Finanças da UEPB. O treinamento se concentrará no tocante à prestação de contas e gastos com a execução das produções.

Os participantes terão o prazo de 75 dias para a finalização dos curtas-metragens.

MALHANDO O JUDAS
Entre os contemplados está a ficção Catástrofe ou A Fabulosa História da Mulher Que Engoliu Um Terremoto. O diretor Gian Orsini define sua nova produção como uma analogia à velhice, através do cotidiano de uma senhora de 70 anos que pensa ter em si um abalo sísmico. “O enredo nos transporta ao universo surreal e fantástico”, avalia. “ A senhora se encontra impotente diante do inevitável ciclo da vida.”

Já o documentário Malha registrará uma singular ‘Malhação do Judas’ da cidade de Nazarezinho, Sertão paraibano.

Já o documentário Malha registrará uma singular ‘Malhação do Judas’ da cidade de Nazarezinho, Sertão paraibano. De acordo com o realizador Paulo Roberto, a brincadeira envolve 15 homens mascarados e maltrapilhos, munidos de paus e chicotes, que afastam as pessoas do círculo feito de juremas, onde no tronco central se encontra um Judas recheado de dinheiro.

Entre os escolhidos de Campina Grande, o diretor Luciano Mariz optou por um personagem que se tornou figura folclórica no imaginário popular na região. Pedro Cancha foi um boêmio dos anos 1950 e 60 que "antecipou Caetano Veloso e foi o primeiro no Nordeste em sua visão vanguardista quando desfilou com saias pelas ruas de Campina Grande."


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.