Cultura

Teatro Municipal Severino Cabral, em Campina Grande, é alvo de vandalismo

Local completa 57 anos de história nesta segunda (30), e segue com atividades suspensas devido a pandemia.




Foto: Divulgação / Severino Cabral

O Teatro Municipal Severino Cabral, em Campina Grande, completa 57 anos de fundação nesta segunda-feira (30). Fechado em virtude da pandemia da Covid-19, o espaço se tornou alvo da ação de vândalos, e teve sua estrutura externa pichada.

Segundo o diretor do Teatro, Erasmo Rafael, nos últimos meses, com as atividades suspensas e sem movimentação intensa de pessoas ao redor do local, várias ações ilegais foram registradas, como roubo de cabos de cobre e vandalismo.

“Identificamos, por duas vezes, roubo dos cabos de cobre do ar condicionado do Teatro, e agora os vândalos picharam tanto o rosto de Severino Cabral (ex-prefeito de Campina Grande, cujo nome foi dado ao Teatro), como nas paredes externas da estrutura.”, explicou Erasmo Rafael.

O diretor do local também explica que a Prefeitura Municipal de Campina Grande, por meio da Secretaria de Cultura, solicitou que a Guarda Municipal reforce o policiamento ao retor do Teatro, principalmente no turno da noite, para evitar a ação dos vândalos.

A comemoração pelos 57 anos de história do Severino Cabral está acontecendo em forma de manutenção, já que a pandemia impede a realização de espetáculos. A estrutura do Teatro passou por lavagem e os transformadores de ar condicionado foram removidos para a área externa.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.