Cultura

Receitas que misturam ingredientes da PB e MA são atrações do Degustando o Brasil

Chefs Cumpade João e Júnior Ayoub, do Maranhão, preparam pratos que unem os dois estados.




Degustando o Brasil (Foto: Aline Oliveira)

Chefs Cumpade João e Júnior Ayoub preparam o ‘baião baião’ (Foto: Aline Oliveira)

Uma ‘caldeirada’ que mistura ingredientes típicos da culinária paraibana com outros que são a cara da comida maranhense é uma receita que resume o evento Degustando o Brasil, que segue no seu segundo dia nesta sexta-feira (12). Ela foi preparada na manhã da quinta-feira (11) por uma dupla de chefs de peso que estão na programação: Cumpade João, da Paraíba, e Júnior Ayoub, do Maranhão.

Na grande panela sobre o fogão montado no centro da arena do evento, na Praça Gourmet do Manaíra Shopping, Cumpade João misturou camarão, lula, carne de sol, banana frita na manteiga da terra, castanha de caju e feijão verde. A ‘caldeirada’ não pára por aí: ainda tinha taioba, queijo de São Bento, tiquira e folha de vinagreira, tudo trazido na mala do chef Júnior.

Todos os ingredientes maranhenses estão entranhados na cultura do estado. A taioba é um mexilhão pescado no mangue e muito consumido no estado enquanto o queijo de São Bento é produzido a partir da sobra do leite de búfala. Os outros dois itens são de origem vegetal: a tiquira é uma bebida feita de mandioca e a vinagreira, uma planta comum na região.

Degustando o Brasil segue até domingo

Essa mistura de insumos é um dos desafios propostos pelo Degustando o Brasil, que reúne chefs de todo o Brasil até domingo (14) em João Pessoa. É nesse dia que o Cumpade João vai voltar a preparar a ‘caldeirada’ que ele está chamando de ‘baião baião’ durante uma das aulas que fazem parte da programação.

Para o dia do encerramento do evento, Júnior também vai apresentar uma receita com um pé lá e outro cá: um arroz vermelho, típico da Paraíba, para misturar com cuxá, um molho de origem africana feito da vinagreira. “A gente bate a planta na faca, cozinha por cerca de 30 minutos, mistura com camarão seco, gergelim torrado e pimenta de cheiro”, promete. O arroz com cuxá vai ser servido com tarioba e peixe.

A receita é a sugestão do chef para que o paraibano conheça os sabores maranhenses, enquanto ele mesmo se derrete por um prato tipicamente paraibano: carne de sol na nata. “A gente tem carne de sol, mas não prepara com nata…”, explica com a boca cheia d’água.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.