Cultura

Jornalista Phelipe Caldas lança campanha de financiamento coletivo para novo livro

Publicação que não poderá ser lançada presencialmente por causa da pandemia,




Phelipe Caldas já tem quatro livros publicados (Foto: Divulgação)

O jornalista paraibano Phelipe Caldas lançou uma campanha de financiamento coletivo para a publicação do seu novo livro, “Quando a saudade me visita”. Impedido de realizar o lançamento de forma presencial devido à pandemia do novo coronavírus, o jornalista e antropólogo, que já tem quatro livros lançados, optou pela campanha de financiamento para viabilizar a publicação.

“O livro fala sobre cenas do meu dia a dia, muitas delas relacionadas à saudade dos meus pais, mas também fala sobre o cotidiano urbano, faz referência a espaços emblemáticos de João Pessoa, como o Quibe do Paulista, na antiga Lagoa, e o Bar do Zé”, conta.

As crônicas foram produzidas, segundo ele, desde 2012, quando começou a escrevê-las como uma forma de terapia, após a morte de seus pais. “Minha mãe morreu quando eu tinha 20 anos e, aos 30, perdi meu pai. Comecei a escrever como uma forma de terapia, falando sobre a saudade, mas pouco a pouco fui variando mais os temas, falando sobre música, futebol, cinema, cenas do cotidiano”, explica.

“Apagar o ‘Mainha’ da minha agenda foi algo que fiz com os olhos chorosos, quase um mês depois de sua partida. Após respirar fundo e dizer a mim mesmo que eu era capaz. O mesmo tormento eu vivi dez anos depois, com a morte de meu pai. O coração apertou, a ar esvaiu-se, o olho ardeu com as lágrimas quando o “Chicão” foi deletado do celular”, escreve Phelipe Caldas.

>> Obras de autores paraibanos são finalistas do Prêmio Jabuti 2020

O autor já conta com quatro livros publicados: “Academias de Bambu: boemia e intelectualidade nas mesas de bar” (2007); “Além do Futebol: paixões, dores e memórias sobre um jogo de bola”; (2016); “O Menino que Queria Jogar Futebol: uma história de fé e superação (2018)”; e “Sobreviventes: contos sobre uma pandemia que parou o mundo” (2020).

A campanha de financiamento coletivo irá até o dia 10 de dezembro e tem como meta arrecadar R$ 6 mil, que serão usados para a impressão do livro, taxas de envio, registros e outros serviços, revisão, recompensas e taxas do site onde a campanha está hospedada. Dependendo da contribuição dada, o leitor poderá receber, além do livro, outras recompensas, como bloquinhos de anotações personalizados ou canecas de porcelana.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.