Cultura

Pagode com DJ

Cantor Alexandre Pires fala ao JORNAL DA PARAÍBA, sobre o seu novo trabalho o DVD Eletrosamba ao Vivo, lançado pela Sony Music.




"A ideia é fazer um som diferente mesmo com as músicas românticas e outros sucessos", afirma Alexandre Pires ao JORNAL DA PARAÍBA sobre seu novo trabalho, o DVD Eletrosamba ao Vivo, lançado pela Sony Music. "Também é mais movimentado, diferente dos shows anteriores. Neste, eu estou tocando bastante."

O cantor mineiro também faz experimentalismos junto com as picapes do DJ Lino, campeão brasileiro de scratchs, segundo o músico. “Conseguimos usar essa ideia de mescla, juntando samba, pagode, visual interessante, uma batida diferente e as coreografias.”

Realizado no mês de abril em São Paulo para fãs e amigos, o resultado da apresentação traz 20 músicas no DVD, sendo 11 faixas inéditas.

Eletrosamba traz seu antigo grupo, Só pra Contrariar (SPC), que abre o show com ‘Recordações’ e faz um medley de sucessos do início da carreira da banda como ‘Domingo’, ‘Outdoor’, ‘Essa tal liberdade’ e ‘Depois do Prazer’. "O público não queria deixar o SPC sair do palco", relembra.

BAIXINHO
Entre os convidados do DVD estão Claudia Leitte (com o dueto que o cantor idealizava com ela, ‘Minha solução’), Xuxa Meneguel, Mumuzinho e o irmão do cantor, Fernando Pires, que canta ‘Eu vou pra cima’ para a ex-BBB Sabrina Sato dançar.

"Eu já fui baixinho e continuo sendo um fã da Xuxa", declara.

"Convidei por brincadeira depois de participar do Xuxa Só para Baixinhos. Nunca imaginava ela participando do meu DVD."

Sempre gostando das mensagens das músicas da ‘Rainha dos baixinhos’, a canção escolhida por Alexandre Pires foi ‘Arco-íris’.

"Fizemos um início mais pop e depois virou pro pagode com surdo."

Outra inspiração do cantor quando era um ‘baixinho’ é a sua mãe, Abadia Pires, que já foi cantora de baile em Minas Gerais. Os dois fazem juntos seus primeiros registros vocais com ‘Sonhei e acordei’.

O mineiro também faz uma homenagem ao conterrâneo Wando, morto em fevereiro deste ano, com uma versão de ‘Moça’. Eletrosamba encerra com o pagode ‘Sissi’ e o funk ‘Vamos botar para quebrar’.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.