Cultura

Ozzy fará testes para descobrir como conseguiu sobreviver a excessos

Cantor terá os genes mapeados, em teste que custa cerca de US$ 40 mil. Ex-Black Sabbath é conhecido por histórias bizarras ao longo da carreira.



Do G1
Do G1
Ozzy Osbourne em show no Brasil em 2008

Do G1

O cantor Ozzy Osbourne vai ter os seus genes mapeados para que cientistas tentem descobrir como é possível sobreviver a anos de excessos. Segundo o site Spinner, cientistas de uma empresa chamada Knome vão retirar uma amostra do sangue do Príncipe das trevas para fazer exames e pesquisar como seu corpo aguentou o uso prolongado de substâncias químicas e álcool.

Ainda de acordo com a Spinner, o teste deve custar em torno de US$ 40 mil, um pouco menos de R$ 80 mil, e o resultado vai demorar três meses para sair.

Um dos maiores nomes do heavy metal em todos os tempos, o cantor do Black Sabbath e ex-estrela de reality show “The Osbournes”, Ozzy é conhecido por histórias bizarras ao longo de sua carreira. Ozzy já foi preso por urinar em público no Texas no começo da década de 80, ganhou o noticiário por mastigar a cabeça de um morcego real jogado por alguém da platéia e também é notória a história de que cheirou uma fileira de formigas após consumir largas quantidades de cocaína.

Já a Knome tinha aparecido no noticiário quando se propôs mapear o genoma da pessoa que oferecesse a maior soma de dinheiro em um leilão no site eBay.
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.