Cultura

'Não encerra nossa luta por espaço para arte', diz secretário de cultura sobre mudanças na Lei Rouanet

Damião Ramos participou do Fórum Cultural do Nordeste, que discute políticas públicas voltadas ao setor.




“Quando a gente não encontra um meio, partimos para outro. Isso não encerra nossa luta de buscar espaço para a arte”, declarou o secretário de Estado da Cultura (Secult), Damião Ramos, fazendo referências à extinsão do Ministério da Cultura e às mudanças na Lei Rouanet. A declaração foi feita nesta quarta-feira (24), primeiro dia do Fórum Estadual de Cultura do Nordeste, que acontece em João Pessoa.

Damião avalia que as mudanças já modificam o cenário cultural na Paraíba, mas defende ainda que a produção artística não deve ser reduzida pela medida. “A lei diminuiu em todos os aspectos e isso não impede que a cultura caminhe. Tenho essa fé na produção cultural. Quando o homem começou nesse processo, não precisou de apoio de ninguém, além da própria capacidade de criação”, destaca.

Quem fez coro com o secretário foi o ator, diretor e produtor cultural Edilson Alves, que comparou o Sistema S, que promove o Fórum, a uma espécie de novo Ministério de Cultura. Para ele, a organização “é um grande fomentador e articulador de políticas culturais para o país. Essa atuação pode refletir futuramente na produção cultural brasileira, principalmente diante das mudanças, digamos radicais”. “Eu acredito que um evento como esse reflete nesse contexto e confronte as reduções que o setor tem sofrido”, defende.

Troca de experiências

A diretora regional do Sesc-PB, Mônica Barros, acredita que o debate gera oportunidades de interação entre artistas, fomentando a produção cultural no Estado. Para ela, a troca de conhecimentos é a principal característica do evento e fundamental para o desenvolvimento do cenário artístico local.

“Este debate traz oportunidades de fazer um despertar nesse celeiro de artistas fantásticos que existem, oportunizar todas as áreas de cultura, todas as formas e possibilidades que podem acontecer”, destacou. “Os debates trazem pessoas que podem favorecer o conhecimento; artistas que se interessam pelas áreas da cultura para que possam discutir novos conhecimentos e fazer uma formatação para cumprir a política cultural do Sesc, que favorece a abertura desse palco para novos artistas, além de prestigiar aqueles que já são artistas”, apontou a diretora.

Profissionalização e autogestão

O Fórum faz parte do projeto Nordeste das Artes, que visa fortalecer a cultura nos estados nordestinos. A programação segue até a quinta-feira (26) e acontece no Centro de Turismo e Lazer Sesc Cabo Branco, em João Pessoa. O evento conta com seis painéis com reflexões que pretendem contribuir com a profissionalização e autogestão dos profissionais da cultura.

Entre os temas que vão ser discutidos estão a cultura na agenda política; sustentabilidade, economia e mecanismos de fomento; formação e profissionalismo do artista; representatividade e poéticas identitárias na produção artística e nos públicos; cultura digital, juventude e redes de convivência; e hábitos e práticas culturais da região nordeste.

Veja a programação completa do Fórum Estadual de Cultura do Nordeste das Artes

Quinta (25)

  • 9h – Painel: “Formação e Profissionalização do Artista”, com mediação do ator Humberto Lopes
  • – A Academia e o empirismo na Formação do Artista – Marcos Henrique Rêgo – Gerente de Cultura do Departamento Nacional do Sesc
  • – Profissionalização do artista paraibano – Aldo Galdino – Presidente do SATED – PB
  • – A Universidade como Espaço de Pesquisa e Formação Profissional – Profª Dra. Márcia Chiamulera – Coord. Curso Licenciatura em Teatro da UFPB
  • 11h – Debates
  • 14h – Painel: “Representatividades, poéticas identitárias na produção artística e nos públicos”, com mediação do ator e produtor Buda Lira
  • – A Cultura como Vetor de Representatividade Social – Drª. Manuela Aguiar Araújo – Professora
  • – A Produção Artística no Campo Identitário: etnias, religião, gêneros – Marcio Marciano – Dramaturgo e Diretor do Grupo Alfenin
  • – Públicos Diversos, Diversos Públicos – Adriana Pio – Gerente Teatro Santa Rosa
  • 17h – Debates

Sexta (26)

  • 9h – Painel: “Cultura digital, Juventude, Redes de convivência”, com mediação do Técnico da área de Cultura do Sesc Paraíba Bruno Pacelly
  • – Nordeste em Rede – Milton Dornellas Bezerra Júnior – Secretário Executivo de Cultura do Estado da Paraíba
  • – Mídias Sociais Versus Programações Culturais – Emerson Saraiva – Professor e Publicitário
  • – Mídias Digitais e Juventude: ‘Novos’ Modos de relacionamentos – Dr. Rostand Melo – Professor da UEPB
  • 11h – Debates
  • 14h – Painel: “Hábitos e Práticas Culturais da Região Nordeste”, com mediação da atriz Itamira Barbosa
  • – Nordeste Plural – Sergio José de Oliveira – Professor da UFPB
  • – Povo, território e signos – Mestre Daniel Duarte Pereira – Professor da UFCG
  • – Manutenção e Preservação das Manifestações da Tradição – Pedro Daniel de Carli Santos – Gerente Executivo de articulação Cultural
  • 17h Debates

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.