Cultura

Museu digital em Campina Grande vai cobrar R$ 10 por entrada

De acordo com o Sesi, valor será para a manutenção do ambiente.  



Gustavo Xavier
Gustavo Xavier
Museu digital será inaugurado hoje em Campina Grande

O Museu Sesquicentenário de Campina Grande, que vai ser inaugurado nesta terça-feira (7), vai cobrar um valor de R$ 10 para ingresso dos visitantes. O prédio que foi construído pela Prefeitura da cidade, está sob responsabilidade do Sesi, detentor da concessão para administrar o espaço. O valor de R$ 10 é a entrada inteira, estudantes vão pagar R$ 5 e excursões de escolas da rede municipal e estadual que agendem a visita vão ser isentas de qualquer valor. O recurso vai ser arrecadado para manutenção do espaço.

A estudante Geovana Teixeira, de 22 anos, não concorda em pagar por uma visita ao museu alegando que o prédio foi construído com dinheiro público. Para ela, isso distancia os campinenses do espaço que vai contar a história da cidade. "Deveria ser de fácil acesso, gratuito, uma vez que tem muitos museus na cidade, mas a população não se acha pertencente a esse meio. Se de graça as pessoas já não se identificam, imagina pagando", observou a estudante.

Já a médica veterinária, Roberta Gomes, disse ser a favor do pagamento. "É justo, que não seja um valor alto, mas é preciso para ajudar na manutenção do local e para ajudar a pagar os funcionários", pontuou ela.

Enquanto isso, o estudante Emmanoel Soares também disse ser a favor do pagamento, mas considerou o valor de R$ 10 alto para a comunidade. "A prefeitura não ficará se responsabilizando pelas manutenções do ambiente, por isso sou a favor, mas R$ 10 não será viável para a comunidade. Já que se trata de um museu, deve ser mais acessível para todos", pontuou ele.

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.