Cultura

Modelo paraibana representa Brasil e fica em quinto lugar em concurso de beleza na Tailândia

Lala Guedes concorreu com 62 candidatas de diferentes países e chegou à final.




A paraibana Lala Guedes, natural de Campina Grande, ficou em quinto lugar na etapa internacional de um concurso de beleza na Tailândia. A final do Miss Grand International aconteceu na tarde deste sábado (27). Ela representou o Brasil e concorreu com outras 62 modelos de todo o mundo.

Lala Guedes tem 27 anos e mora em Campina Grande, Agreste paraibano. Ela é estudante do 8º período de medicina e divide a vida acadêmica com a carreira de miss. Em janeiro de 2020, ela participou da etapa nacional do Miss Grand Brasil, se sagrando campeã. Essa foi a primeira vez que ela concorreu a uma etapa nacional e venceu.

No dia 1º de março de 2021, ela viajou para representar o país na Tailândia e, por causa da situação da pandemia, precisou passar 14 dias de confinamento total no quarto de um hotel, na cidade de Bangkok. O isolamento é exigido pelo país para visitantes estrangeiros.

Na prova de traje típico, ela usou um vestido junino nas cores da bandeira do Brasil, pois essa foi a primeira vez que uma nordestina representou o Brasil em uma etapa internacional de concurso de beleza.

“Sou natural de Campina Grande, terra do maior São João do Mundo. Cresci vivendo essa experiência linda e, pra mim, o São João representa um momento de união, alegria e esperança. Eu quis algo que, além do Brasil, represente também a minha Paraíba”, disse.

Top 5

Lala Guedes ficou na quinta colocação do evento. A vencedora foi a modelo americana Abena Akuaba, primeira negra a vencer o Miss Grand International. O top 5 ainda teve a filipina Samantha Bernardo em segundo lugar, a guatemalteca Ivana Batch em terceiro e a indonésia Aurra Karishma em quarto.

Na disputa internacional, as candidatas passam por algumas etapas que são tradicionais nestes concursos, como prova preliminar de biquíni, preliminar de traje de gala, entrevista e desfile de traje típico. A paraibana contou a sensação da responsabilidade de representar o país.

“Representar o meu país em um evento mundial gera uma expectativa gigantesca. Mas representar o Brasil em um concurso da dimensão do Miss Grand International gera alegria, satisfação e muita emoção”, disse Lala.

Na prova final, Lala Guedes usou um vestido nas cores do Brasil. Com a etapa internacional finalizada, Lala Guedes ainda passará duas semanas na Tailândia, cumprindo o restante da agenda com a organização do Miss Grand International.

Paraibana se diz orgulhosa por representar o Brasil na Tailândia

Foto: Henrique Fontes/LV Assessoria/Divulgação

Vida de Miss e os projetos sociais

Toda modelo que se torna miss tem um papel social diante da sociedade do seu país, segundo explicou Lala. Por isso, ela desenvolveu um projeto social próprio, que não tem uma causa específica, mas tem o objetivo principal de ajudar pessoas.

“Em vista desse papel social, desenvolvi um projeto chamado ‘Influência do Bem’, que visa usar da minha influência e de outras pessoas para fazer algo positivo. Meu projeto não tem apenas uma causa. O objetivo maior é ajudar e para isso não temos apenas uma bandeira”, comentou.

Foto: LV Assessoria/divulgação

Modelo e estudante

Como nem só de beleza visse uma miss, Lala Guedes contou como é conciliar a vida de estudante de medicina e a de miss.

“Confesso que a rotina do curso de medicina é pesada, principalmente por ter uma alta carga horária e ser em tempo integral, mas isso nunca foi um empecilho para eu fazer outras coisas. Hoje não é diferente. Organizo meus horários para não negligenciar nenhuma das atividades que pratico, mas sempre respeitando os meus limites. Acredito que o segredo é organização e força de vontade. Se você souber realmente aonde quer chegar, os desafios são superados mais facilmente”, relatou.

Foto: LV Assessoria/divulgação

* Sob Supervisão de Phelipe Caldas


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.