Cultura

Grupo Quadrilha lança EP 'Pra Já', gravado durante a quarentena

Trabalho reúne canções que a banda já toca em shows e uma inédita.




O grupo paraibano Quadrilha lançou nesta  terça-feira (25) o segundo EP da carreira. ‘Pra Já’ foi completamente produzido durante o período de isolamento social por conta da pandemia. O álbum pode ser ouvido na plataforma Bandcamp e no dia 25 estará em todos os aplicativos de música.

Nos palcos desde 2018, o grupo formado por Amorim, Guga Limeira, Elon e Pedro Indio Negro é marcado pelos arranjos vocais elaborados e intensos, e apresenta nos shows canções autorais e números de autores como Cátia de França, Paulo Ró, Gilberto Gil e Totonho. 

No final do ano passado, o grupo lançou um EP de estreia, denominado ‘Quadrilha’, e que marcou o lançamento do quarteto no mercado musical. Como resultado colhido pós lançamento do primeiro álbum, o grupo teve que cancelar uma tour em São Paulo agendada para abril, por consequência da pandemia. No entanto, a condição da quarentena não paralisou a inquietação do grupo, o  que acabou gerando o EP ‘Pra Já’. (Ouça o disco aqui)

‘Nos falamos todos os dias e seguimos compondo através do Whatsapp durante todo esse processo de pandemia. E gravar um novo projeto foi uma forma de nos mantermos em movimento e na memória do público que sempre nos trata com tanto carinho’   comenta Elon, 

As bases foram todas gravadas por Amorim em seu home studio e ele também assina todos os arranjos. As vozes foram gravadas em turnos, respeitando rigoroso protocolo de higienização e driblando os encontros, no estúdio Gota Sonora em João Pessoa. Pedro Índio ressalta que o repertório é composto basicamente de músicas que o grupo já cantava nos shows, mas que acabaram ficando de fora do primeiro EP. 

Quatro músicas se enquadram na situação citada por Pedro. A quinta faixa do disco é inédita e foi composta por Amorim e Elon já no isolamento, e dá nome ao projeto.

“Gravar esse EP tem esse sentido: registra de maneira definitiva um conjunto de canções que já estão inscritas no nosso corpo – ‘Cantar’, que é de minha autoria; ‘Acorda Zé’, que Elon assina em parceria com Luana Mendonça; ‘Imaginei só’, que foi já foi lançada nas plataformas digitais, mas que, para este EP, recebe uma nova veste, contando com o balanço de Os Fulano; e ‘Cenas de um filme inglês’, da valiosa parceria entre Paulo Ró e Totonho’, destaca Guga Limeira.

Para marcar o lançamento do EP, o grupo vai fazer uma live no dia 25 de julho, mesma data em que o álbum vai ser liberado nas demais plataformas digitais.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.