Cultura

Globo afasta William Waack após comentários racistas em vídeo

Jornalista foi flagrado durante cobertura das eleições dos EUA. 



Divulgação/TV Globo
Divulgação/TV Globo
Globo se disse 'visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações'

O jornalista William Waack foi afastado da apresentação do Jornal da Globo, devido ao vazamento de um vídeo em que foi flagrado fazendo comentários de cunho racista. A informação foi divulgada pela Rede Globo, em nota, na noite desta quarta-feira (8).

Na gravação, feita durante a coberturas das eleições dos Estados Unidos em 2016, Waack reage ao barulho de um motorista na rua, chamando-o de "preto" e dizendo que o comportamento "é coisa de preto".

De acordo com a nota, a Globo se diz "visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações". A emissora ressaltou que o jornalista permanecerá afastado "até que a situação esteja esclarecida".

Ainda conforme a nota, a emissora afirma que Waack diz não se "lembrar do que disse, já que o áudio não tem clareza, mas pede sinceras desculpas àqueles que se sentiram ultrajados pela situação".

"William Waack é um dos mais respeitados profissionais brasileiros, com um extenso currículo de serviços ao jornalismo. A Globo, a partir de amanhã, iniciará conversas com ele para decidir como se desenrolarão os próximos passos", finaliza a nota.
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.