Cultura

Estilista se alia ao artesanato paraibano

Labirinteiras e bordadeiras ganham consultorias de moda para desenvolver coleção com a estilista carioca Isabela Capeto.




Estilista se alia ao artesanato paraibano

Da Redação

A estilista carioca Isabela Capeto esteve durante quatro dias no Cariri paraibano para conhecer de perto o trabalho das labirinteiras e bordadeiras da região, com o intuito de desenvolver uma coleção em parceria com as artesãs. O objetivo é levar o artesanato do interior do Estado às passarelas de moda nacionais.

Uma parceria entre o Sebrae Paraíba e o programa “A Paraíba em Suas Mãos”, do Governo do Estado, está levando consultoria de moda a 400 artesãs que se concentram no Cariri para a produção de roupas e acessórios da coleção de Isabela Capeto."Em novembro devo apresentar uma nova coleção em São Paulo, inteiramente com peças desenvolvidas com artesanato da Paraíba. O desfile deve conquistar principalmente o mercado internacional, a exemplo da Europa e Japão", ressalta a estilista.

Em menos de dois anos, a renda renascença e o bordado foram vistos em famosas grifes brasileiras, lojas, feiras internacionais e até em figurinos de personagens da televisão. "Nossa produção era quase nada, só fazíamos artigos para uso domésticos e as mulheres ganhavam muito pouco. Hoje, ganhamos muitas encomendas e espaço para expor nosso trabalho", explica Maria Marli, presidente da Associação Comunitária das Mulheres de Camalaú.

A inserção de design através de consultoria e parcerias com estilistas de moda abriu as perspectivas das artesãs paraibanas. "A moda se tornou o grande diferencial do nosso trabalho. Antes, nos prendíamos às almofadas, panos de bandejas e toalhas. Hoje, graças ao apoio que nos foi oferecido, apostamos no vestuário e o retorno foi rápido", explica a bordadeira Ana Glória.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.