Cultura

Divulgados vencedores

Os nomes dos vencedores do prêmio literário da Fundação Biblioteca Nacional foram anunciados nesta quinta-feira (8).




Alberto Mussa, Daniel Lima e Sérgio Sant’Anna venceram nas principais categorias do prêmio literário da Fundação Biblioteca Nacional. O resultado foi anunciado ontem, e a premiação é no dia 15, no Rio. Cada vencedor receberá R$ 12,5 mil.

Carioca de 50 anos, o escritor e tradutor Mussa ganhou na categoria romance, por O Senhor do Lado Esquerdo (Record). A obra aborda o assassinato do secretário da Presidência num prostíbulo no Rio em 1913.

Em segundo ficou Eu Vos Abraço, Milhões, de Moacyr Scliar, e em terceiro Passageiro do Fim do Dia, de Rubens Figueiredo.

O júri foi composto por Álvaro Costa e Silva, Júlio Diniz e Manuel Antônio de Castro.

Em poesia, o teólogo e professor pernambucano Daniel Lima, de 95 anos, teve premiada a sua obra de estreia, Poemas (Cepe), que reúne quatro livros inéditos.

Bateu Gullar Gullar, de Marcus Vinicius Quiroga, e Em Alguma Parte Alguma, de Ferreira Gullar. Os jurados foram Alexei Bueno, Antônio José Jardim e Castro e Frederico de Carvalho Gomes.

Vencedor em contos, por O Livro de Praga (Companhia das Letras), Sant’Anna foi seguido por Alessandro Garcia (A Sordidez das Pequenas Coisas) e João Anzanello Carrascoza (A Vida Naquela Hora). Flávio Carneiro, Nelson de Oliveira e Sonia Coutinho formaram o júri.

Em tradução, o prêmio é de Luís Carlos Cabral, por Malá Strana – Vestígios de Praga (Record), de Jan Neruda. Leonardo Fróes , Ivo Barroso e Denise Bottmann formaram a comissão julgadora.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.