Cultura

Designer ganha projeção internacional com peças produzidas em Campina Grande

Peças que exaltam a cultura nordestina são feitas na Paraíba para exportação.




O designer Sérgio Matos, radicado na Paraíba, ganhou projeção internacional com peças exclusivas. Foto: Arquivo Pessoal/Facebook

O designer Sérgio Matos nasceu em Paranatinga, pequena cidade do Estado do Mato Grosso, mas foi em Campina Grande que encontrou morada e inspiração para a peças que ele produz e ganharam o mundo. O trabalho do paraibano por adoção elevou o projeto de móvel ao patamar de arte e tem conquistado galerias disputadas no Brasil e no exterior. O estúdio de Sérgio, montado no bairro da Prata, além de oferecer emprego e renda para a região, projeta a cultura nordestina em eventos dentro e fora do país.

Radicado na Paraíba desde 2001, quando se mudou para cursar Design na Universidade Federal de Campina Grande, Sérgio Matos conta que mesmo com a projeção do seu trabalho, não abre mão de continuar a morar na cidade.

O estúdio em que fabrica as peças conta com a colaboração de artesãos, serralheiros e indústrias que produzem as peças. “Meu estúdio é em Campina Grande porque é dali que eu tiro a maior parte das referências que a gente projeta e porque eu tenho uma produção e a gente tem bons artesãos na região”, comenta.

View this post on Instagram

#Repost @decornautas ・・・ O design tem o poder de abrigar memórias, histórias e laços afetivos. 👨‍❤‍👨 É dessa percepção e de muita brasilidade 🇧🇷 que o designer mato-grossense @sergiojmatos nutre seu desenvolvimento de produtos em peças de mobiliário mais que super autorais – fundamentais. Suas criações, feitas à mão ✍🏼 e que transpiram originalidade, 💡 carregam uma forte identidade que resiste ao tempo 🕐 e preserva técnicas ancestrais. O selo de singularidade é estampado na poltrona Carapuça, protagonista do estande na @abup_oficial, que foi inspirada nos heróis do cangaço, 🏜 cujo contorno remete ao chapéu de couro usado pelo vaqueiro do Nordeste e eternizado pelo legendário/icônico Lampião. O Estúdio Sérgio J. Matos segue, pelo segundo ano, com a colaboração 🤝🏼 junto a @traposefiapos, da piauiense @terezadocarmom, que reflete sobre a parceria: “Todo encontro é milagroso”. E que encontro! Já que ambos possuem paixões em comum: o saber/fazer manual, 🙌🏽 a matéria-prima natural e o Brasil real, miscigenado, inaugural e sim contemporâneo. No comando da marca desde 84, 📅 Tereza resgatou a tradição da tecelagem, criando uma cooperativa para artesãos produzirem tapetes, mudando o destino de várias famílias. 👨‍👩‍👦‍👦 Juntos, idealizaram uma coleção que, segundo Sérgio, terá continuidade: já que a ideia principal é criar móveis utilizando essas texturas e matérias #Decornautasnaabup2019 🤳🏼 Repórter: @pedrobuzzatto #design #art #arquitetura #decoração

A post shared by Sergio J Matos (@sergiojmatos) on

 

Carreira

A carreira de Sérgio Matos teve início ainda durante o curso na UFCG, quando trabalhou como supervisor de produção em uma indústria de embalagens. Já formado, enveredou para a área de móveis, ganhando em 2007 o primeiro lugar no concurso do Sebrae Minas Gerais na categoria mobiliário, com um banco denominado Ianomâmi. Deste pontapé inicial, logo deu um salto com participação em salões nacionais e internacionais.

Os fios, tramas e formas são bastante explorados nas peças criadas por Sérgio Matos. E a peculiaridade das peças tem despertado a curiosidade de estrangeiros interessados em design. As peças, que exaltam a cultura paraibana, também com inspiração de outras regiões como a Amazônia e a região onde nasceu, têm ocupado espaço das grandes exposições de designers de interiores no Brasil e no exterior através do talento de Sérgio.

A mais recente exposição que participou foi a Feira Abup, patrocinada pela Associação Brasileira das Empresas de Utilidades e Presentes, uma das maiores da América Latina nos segmentos de decoração, presentes, utilidades domésticas, mobiliário e linha têxtil. O evento foi realizado em São Paulo com mais de 300 expositores este mês.

Além de apresentar a Coleção Uambé, uma parceria de Sérgio Matos com o Sebrae Amazonas, o premiado designer também ganhou destaque como novo expositor e lançou o banco Taturana.

Balaço Ipê, de Sérgio Matos, foi exposto no Artefacto Miami. Foto: Arquivo Pessoal/Facebook

Prêmios

Desde a abertura do estúdio em 2010, Sérgio colhe prêmios nacionais e internacionais e colabora para fortalecer a imagem do design. O primeiro foi em 2011, quando se destacou no Design Excellence Brazil. No ano seguinte levou o ‘iF Product Design Award’, o mais alto prêmio do design internacional da Alemanha.

Em 2014, Sérgio Matos conseguiu destaque na Be Open 2014. A mais recente conquista foi o prêmio de mobiliário na categoria Área Externa na 30ª edição da International Contemporary Furniture Fair (ICFF) New York 2018. As peças que se destacaram no evento foram a poltrona Bodocongó, poltrona Arreio e pufe Carambola.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.