Cultura

‘A Cor do Poder’: série que estreia na Globo mostra mundo dominado pelos negros

Produção britânica vai ser exibida em quatro episódios.




A Globo começa a exibir nesta segunda-feira (11) a série britânica ‘A Cor do Poder’ (Noughts + Crosses no título origina). A produção imagina um mundo colonizado pela África, com os negros sendo a classe dominante e os brancos, segregrados. A série vai ao ar logo após a novela ‘A Força do Querer’.

Em quatro episódios, ‘A Cor do Poder’ é inspirada no romance  ‘Noughts & Crosses’, de autoria de Malorie Blackman. A  história acompanha o casal Sephy (Masali Baduza) e Callum (Jack Rowan), que se conhecem quando crianças e se reencontram anos depois, despertando uma paixão maior que as classes sociais que os separam.

A jovem pertence à Elite, classe dominante negra de Albion, continente existente na realidade distópica da série. Já o personagem de Rowan é um Zero, integrante da classe de escravos recém-libertados na história.

Para dar som à sociedade futurista criada por Blackman, Jay-Z foi escalado para compor a playlist, embalada por sucessos de artistas como Sampha, Run the Jewels, The Comet is Coming, GAIKA, entre outros. O artista, marido da diva pop Beyoncé, ainda atua como produtor executivo da trama.

Os assinantes do Globoplay vão poder conferir a série na íntegra a partir desta segunda-feira


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.