Cultura

Confira as principais adaptações da história de Frankenstein no cinema

História que completa 200 anos em 2018 deu origem ao gênero de terror nos livros.




Em 2018, um dos grandes clássicos da humanidade completa 200 anos de criação. Frankenstein, considerada a primeira obra de ficção-científica, foi publicada a primeira vez em 1818. O romance foi escrito por Mary Shelley, escritora britânica nascida em Londres. Para homenagear ao livro que deu origem a toda uma linha da literatura de horror e de ficção científica, o JORNAL DA PARAÍBA listou as principais adaptações pro cinema.

A primeira adaptação cinematográfica foi produzida por Thomas Edison, em 1910. No filme, Charles Ogle estava no papel da criatura criada. Naquela época, o cinema estava dando os primeiros passos e as produções não possuíam diálogos, já que as câmeras não tinham capacidade de capturar som com qualidade. Com 13 minutos de duração, a adaptação está disponível no YouTube. O visual do monstro era completamente diferente do clássico Frankenstein.

Em 1931, a Universal Pictures produziu uma das mais famosas adaptações conhecidas. Dirigida por James Whale, o filme trouxe a aparência mais conhecida do monstro, com uma cabeça chata, eletrodos no pescoço e movimentos pesados e desajeitados – apesar do livro descrever a criatura como extremamente ágil. O filme, que se tornou um clássico do cinema, tinha Boris Karloff como o Monstro.

O primeiro encontro do Frankenstein com o Lobisomem aconteceu em 1943, no filme Frankenstein Encontra o Lobisomem. O monstro foi interpretado por Bela Lugosi, ator que nasceu onde hoje é a Romênia.

A adaptação que possui a descrição que mais se assemelha ao monstro do livro é intitulada Mary Shelley’s Frankenstein, dirigida por Kenneth Branagh e lançada em 1994. Além de dirigir, o próprio Branagh da vida a Vitctor Frankenstein. Robert De Niro faz o monstro e Helena Bonham Carter como Elizabeth. Ao contrário do clássico personagem verde, Shelley descreve o monstro com uma aparência pálida, cadavérica. Alguns anos antes, outra adaptação seguiu a mesma descrição do monstro presente no livro. Em 1972, David Prowse – conhecido por interpretar o Darth Vader – faz um Frankenstein pálido, porém com as descrições tradicionais – a testa longa, cabeça chapada. Frankenstein and the Monster from Hell dirigido por Terence Fisher traz, ainda, Peter Cushing e Shane Brian.

David Prowse interpretando Frankenstein em 1972

Além de ser revolucionária, a história de Frankenstein serviu de inspiração para outras produções, principalmente para filmes de Tim Burton, como Edward Mãos de Tesoura (1990) e Frankenweenie (2012). Na primeira produção, assim como o monstro, Edward foi criado por um cientista. Na segunda produção, Tim Burton se inspira na criação do monstro para reviver Sparky, o cachorro de Victor Frankestein – o nome é outra referência à história de Shelley.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.