Cultura

Coletivo mineiro apresenta espetáculo inspirado na obra de Tim Burton

Coletivo de dança mineiro ‘Movasse’ apresenta espetáculo Nowhereland – Agora Estamos Aqui, em Campina Grande. 



Guto Muniz/Divulgação
Guto Muniz/Divulgação
Intercâmbio: Fábio Domas é um dos bailarinos do Movasse na montagem 'burtoniana'

O universo gótico, cheio de humor negro e imaginação fértil do cineasta norte-americano Tim Burton é o alicerce para a base dos movimentos corporais criados pelo Coletivo de Dança Movasse (MG).
O espetáculo Nowhereland – Agora Estamos Aqui será encenado nesta sexta-feira, em Campina Grande, dentro do projeto Palco Giratório.

A apresentação acontecerá às 20h, no Sesc Centro (av. Giló Guedes, 650, Santo Antônio). A entrada custará 2 kg de alimentos não-perecíveis. A bailarina Andréa Anhaia explica que a montagem não se baseia especificamente numa obra fílmica do diretor de longas-metragens como Os Fantasmas Se Divertem (1988), Edward, Mãos de Tesoura (1990), Peixe Grande (2003) e A Noiva Cadáver (2005).
“Tem tudo um pouco, junto e misturado”, conta. “Não só a sua estética gótica, mas também o seu humor satírico e negro. Burton tem uma imagem contemporânea que nos agrada e se parece com o nosso trabalho”.

A direção artística é assinada por Sônia Mota, garantindo “um olhar de fora do espetáculo para dar uma organizada nas cenas”, aponta Andréa Anhaia. A criação de Nowhereland é colaborativa do próprio grupo mineiro, que ainda tem os bailarinos Carlos Arão, Ester França e Fábio Dornas no palco. A tênue linha que separa o real do imaginário foi o ponto de partida para desvendar o tema.

“A obra de Tim Burton é retratada apenas de forma figurativa, sem a obrigação de ser uma narrativa linear ou baseada em filme X ou Y”, enfatiza Andréa Anhaia. Assim como a coreografia da apresentação, a bailarina informa que tudo foi inspirado no universo gótico do realizador: trilha sonora (de Kiko Klaus), cenários (de Vermelho Queimado com programação visual de Paula Cabral) e figurino (de Silma Dornas). A produção fica por conta de Cibele Maia, Junio Nery e Silvana França.

“Como todos nós somos donos do espetáculo, podemos observar o espaço e adaptarmos ao lugar”.
Nowhereland – Agora Estamos Aqui foi criado pelo coletivo no final de 2012. A montagem foi considerada o Melhor Espetáculo de Dança no ano de 2013 pelo Prêmio Sinparc de Artes Cênicas, em Belo Horizonte (MG), além de receber ainda as premiações nas categorias de Melhor Cenário, Trilha Sonora e Concepção Coreográfica.

OFICINA E BALLET
Além da apresentação, o grupo Movasse vai realizar uma oficina intitulada ‘Colaboração na Criação’, que acontecerá amanhã, em dois períodos: das 9h às 12h e das 15h às 17h, no Sesc Centro.
O coletivo mineiro abrirá um diálogo com o público e artistas locais para fortalecer, ampliar e visar à criação de um ambiente propício para a expansão da arte. “Será sobre a forma e os métodos que trabalhamos no grupo”, resume Andréa Anhaia.

Mais tarde, às 20h, encerrando o intercâmbio promovido pelo Palco Giratório, haverá a apresentação com a Companhia de Ballet da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), que trará os espetáculos Nordeste, Enlace e Maria, Maria. A entrada também será 2 kg de alimentos.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.