Cultura

Candidatos ao Oscar chegam ao mercado negro de DVDs

Em cartaz nos cinemas paraibanos, filmes recém-lançados e indicados ao Oscar, também são encontrados no mercado pirata.



Divulgação
Divulgação
A Invenção de Hugo Cabret é um dos indicados a melhor filme

A Dama de Ferro, A Invenção de Hugo Cabret, As Aventuras de Tintim: O Segredo do Licorne, Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres e Histórias Cruzadas são as produções indicadas ao Oscar que estão passando nos cinemas paraibanos.

Mais do que comum, apesar de ser ilegal, os filmes que entram em cartaz podem ser achados facilmente nos estandes e ambulantes piratas de João Pessoa.

Seja pela limitação de salas, seja pelo pequeno número de cópias distribuídas ou ainda pelo preço ‘salgado’ de se sentar em uma poltrona ou colocar óculos 3D, o consumidor pouco exigente procura o seu ‘cinema em casa’ trocando o preço de um ingresso médio por uma dezena de longas-metragens novinhos.

Nesta época de indicados ao Oscar 2012, a reportagem do JORNAL DA PARAÍBA encontrou em estandes no ‘Terceirão’, no Centro de João Pessoa, longas gravados ilegalmente remanejados em caixas específicas para os concorrentes à estatueta dourada de Hollywood. Além de um local para ‘lançamentos’, existe até uma caixa para os filmes com os selos de outros festivais, como o francês Cannes e o alemão Berlim.

PREÇOS ‘PROMOCIONAIS’
Foram consultados quatro estandes no ‘Terceirão’ e um ambulante. A maioria dos indicados ao Oscar podem ser encontrados em cópias de DVD destinadas a seleções de outras premiações como o Screen Actors Guild (SAG), com a tarja ‘proibida a reprodução’ aparecendo no decorrer do filme.

Entre os nove da categoria de Melhor Filme, apenas Tão Forte e Tão Perto – considerado uma zebra na premiação – não se encontrava nas prateleiras piratas. O drama estrelado por Tom Hanks vai estrear nos cinemas paraibanos na próxima sexta-feira.

Das outras categorias, filmes que nem chegaram a ter um batismo em português, como A Better Life, somando com Sete dias com Marilyn e Guerreiro, não chegaram aos cinemas e nem nos camelôs.Difíceis de encontrar, mas encontrados em pelo menos um estande são Albert Nobbs e Margin Call – O Dia Antes do Fim.

Apesar da campanha de preços promocionais durante o Carnaval em algumas redes de cinema, um filme pirata atualmente sai, em média, por R$ 2,00. Caso compre três filmes, baixa pra R$ 5,00 e, acima de dez, o preço cai para apenas R$ 1,00 a unidade.

Mesmo com esses números, há quem ache o cinema ou o original mais convidativos. "Se você faz um trabalho tem que ganhar pelo que fez", é o mote do bancário paraibano Robério Henriques, que, apesar de ir pouco aos cinemas, se desfez de todos seus piratas.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.