Cultura

Após longa campanha de fãs, 'Snyder Cut' de 'Liga da Justiça' é lançado nas plataformas digitais

Filme tem objetivo de melhorar o fraco longa original de 2017.




Acabou a espera dos fãs. Após uma grande campanha, ‘Liga da Justiça de Zack Snyder’, mais conhecida como ‘Snyder Cut’, foi lançado nesta quinta-feira (18). O longa, e bota longa nisso, já que ele tem 4 horas de duração é uma tentativa de melhorar o fraco filme de 2017.

Snyder Cut é a versão do diretor Zack Snyder para um longa que foi idealizado por ele, mas não finalizado. Zack era o grande cérebro por trás do novo universo DC no cinema, iniciado com ‘Homem de Aço’, e Liga da Justiça deveria ser a ‘cereja do bolo’, o filme que mostraria que a disputa travada nos quadrinhos com a Marvel poderia ser levada ao cinema. Mas a coisa acabou não indo como se esperava. Snyder se afastou da direção do longa em função da morte da filha e o filme foi finalizado por Joss Whedon, que tinha participação no roteiro e foi responsável por dirigir os dois primeiros longas dos ‘Vingadores’ nas telonas.

O filme que chegou aos cinemas fugiu da assinatura de Snyder e também do clima mais soturno que a DC tinha implantado. Era mais colorido e cômico, foi mal dirigido, tinha personagens mal construídos, e um roteiro cheio de problemas. 

‘Liga da Justiça’  não convenceu, gerou uma bilheteria aquém do esperado e logo os fãs começaram a pedir a versão do diretor original. 

Em 2020, a Warner confirmou que o filme seria feito. Nesta nova versão do longa foram gastos 70 milhões de dólares, na versão original tinham sido 300 milhões. É um filme caríssimo. O Zack disse que apesar do tamanho do longa, novas gravações que foram feitas geraram apenas quatro minutos a mais de cenas. O restante do material já existia. 

No ‘Snyder Cut’, os fãs aguardam mais destaque para os heróis, o Superman com o uniforme negro, a participação do vilão Darkseid, cortado da versão original, e também do Caçador de Marte, um dos principais personagens da Liga. Tem também um ponto controverso, que é a volta de Jared Leto como Coringa, personagem que ele interpretou no fraco ‘Esquadrão Suicida’. Volta que acontece menos de dois anos após Joaquin Phoenix ter dado vida ao personagem no elogiado filme solo, que rendeu várias premiações para o ator, entre elas um Oscar. 

O longa é um lançamento oficial da plataforma HBO MAX, que ainda não está disponível no Brasil. Mas os fãs brasileiros vão poder assistir em plataformas de aluguel sob demanda como Apple TV, Claro, Google Play, Looke, Microsoft, Playstation, Sky, Uol Play, Vivo e WatchBr. Ele ficará acessível nesta modalidade de aluguel digital até o dia 7 de abril. Depois só em junho, quando a HBO Max vai ser lançada no país.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.